Na tarde dessa quarta-feira, 30 de setembro, fãs do filme Harry Potter tiveram uma má notícia: Caio César, dublador do bruxo, foi baleado, não resistiu aos ferimentos e veio a óbito no Rio de Janeiro.

Além de dublador profissional, Caio era policial militar no estado do Rio de Janeiro. Na manhã dessa quarta-feira, fazia o patrulhamento de rotina na região quando sua viatura foi alvejada por vários marginais, possivelmente traficantes que dominam a favela do Alemão. Durante o confronto por volta das 11 horas da manhã, Caio César foi atingido pelos disparos. Foi levado para o hospital, onde passou por uma cirurgia, mas não resistiu aos ferimentos.

Publicidade
Publicidade

O comando da UPP (Comando de Polícia Pacificadora) informou que outro ataque ocorreu no início dessa quarta-feira, onde, por volta das 9 horas da manhã, policiais foram recebidos a tiros quando faziam o patrulhamento rotineiro na região do Beco da Farmácia. No confronto um criminoso foi alvejado e morreu. A polícia apreendeu uma arma de fabricação turca de 9mm no local dos fatos. O ataque foi registrado na 45ª Delegacia de Polícia do Alemão.

O filme

Harry Potter é uma saga de fantasia escrita por J.K.Rowling e que foi adaptado dos livros para os cinemas, possuindo oito longas metragens. A saga rendeu mais de 7 bilhões de dólares em todo o mundo. No Brasil, o personagem principal e que dá o nome ao filme foi dublado pelo brasileiro Caio César Ignácio, morto na tarde dessa quarta-feira.

Criminalidade crescente

No último sábado, moradores da favela do Complexo do Alemão ficaram amedrontados com um tiroteio que começou logo na madrugada.

Publicidade

O local é conhecido pelo domínio de traficantes pertencentes a facções criminosas. Os confrontos ocorrem tanto de criminosos contra a polícia, como contra outros criminosos de facções rivais. Moradores também relatam que os traficantes costumam dar bailes funk, do qual costumam dar tiros para o alto para comemorar.

Na segunda-feira, 28 de setembro, um PM da UPP foi encontrado morto em Nova Iguaçu. Segundo informações, ele tinha ido visitar o irmão e foi morto por criminosos da região. A Polícia Militar montou uma força tarefa para prender os responsáveis. No mesmo dia prendeu catorze pessoas suspeitas, com drogas, armas, rádios transmissores e munição. #Cinema #Violência #Casos de polícia