Um caso de ciúmes levou a um violento assassinato de um português. Segundo informa o portal de notícias “G1”, um imigrante português de 44 anos estava visitando sua amiga, quando o ex-marido da senhora chegou na casa e o esfaqueou até à morte. Alegadamente, o criminoso teria telefonado à sua antiga mulher, avisando que ele estava prestes a cometer esse #Crime contra o suposto “amante” dela. O ciúme cegou o criminoso, que matou o português quando ele estava há pouco mais de uma semana em Goiás.

Na passada terça-feira, dia 29 de setembro, como afirma a imprensa brasileira local, em Goiás, centro-oeste do Brasil, um homem, que se encontra em fuga nesse momento, não se controlou e esfaqueou violentamente um imigrante português.

Publicidade
Publicidade

Segundo as autoridades locais, a vítima se encontrava em uma visita à sua boa amiga, algo que teria irritado o ex-marido da mulher e levou a pensar que ambos estavam mantendo um relacionamento amoroso às escondidas do homem, que teria se dado conta das visitas do português à sua ex-mulher.

Contudo, esse crime talvez pudesse ter sido evitado, pois segundo a imprensa local, a mulher teve um aviso prévio, por telefonema, de que seu ex-marido estava tentando entrar em sua casa para matar o seu suposto “amante”, ameaça essa que ela pode não ter levado a sério. Pouco tempo depois, o criminoso cumpriu com sua palavra e matou, de uma forma fria e cruel, o português, que, segundo os vizinhos, não tinha qualquer envolvimento com a mulher.

Apesar do criminoso ter sido identificado, ele continua em fuga pela cidade, sendo considerado por isso uma pessoa perigosa, o que leva os cidadãos de Goiás a que tenham especial atenção para esse homem, que, como está comprovado, é altamente violento e descontrolado.

Publicidade

A matéria está chocando a população da região, mas também a grande representação imigrante portuguesa em nosso país, de tal forma que essa notícia já chegou aos noticiários  portugueses, que classificam esse crime como tendo sido motivado por ciúmes descontrolados. #Blasting News Brasil #Casos de polícia