A igreja Assembléia de Deus, que tem hoje cerca de 18 milhões de fiéis só no Brasil, acaba de lançar uma novidade: a criação de uma operadora de telefonia móvel. O anúncio foi feito nessa quarta feira (30). 

A operadora, batizada de Mais AD, tem uma parceria com a Movttel, empresa que tem entre seus investidores grandes nomes como o de Ricardo Knoepfelmacher, que é especializado em reestruturações empresariais e ex presidente da extinta Brasil Telecom, hoje OI.

O CEO da Movttel é Raul Aguirre, que tem em seu currículo a chefia da Virgin Mobile Latin America e que também teve passagens pela OI. Ainda não se sabe o valor que foi investido, mas, como se sabe, é um valor alto devido a alta tecnologia necessária. A operadora irá utilizar a capacidade da rede Vivo, a maior operadora de telefonia móvel do Brasil, que pertence ao grupo Telefônica.

Publicidade
Publicidade

O lançamento ocorre nesta quinta-feira (01) e já gera bastante repercussão e piadinhas em redes sociais. As principais piadas é voltada em relação a doação de dízimos sendo revertido para abertura de uma operadora de telefonia. Ou seja, internautas alegam que os membros da igreja deveriam ter participações societárias na operadora.

A operadora que irá operar na plataforma MVNO (sigla em inglês para Operadora Virtual de Rede Móvel) como já ocorre com a Datora Mobile que é vinculada ao grupo europeu Vodafone e a Porto Seguro Telecomunicações que pertence ao grupo segurador de mesmo nome.

A operadora afirma que terá atuação nacional, ou seja, cobertura em todo o Brasil, "voltada para o público cristão. "A operadora também fornecerá serviços e conteúdos previamente aprovados por líderes evangélicos. Hoje, o marketing Share das principais operadoras de telefonia móvel do Brasil é bem acirrado.

Publicidade

Segundo dados do site Teleco, a Vivo, controlada pela Telefônica tem 29,21% de participação. Em segundo lugar está a Tim, com 26,30% da fatia. Em terceiro lugar, vem a Claro, controlada pela gigante América Móvil, com 35,36% do mercado. Em quarto lugar, vem a OI, do grupo Telemar com 17,78% de Share. As outras operadoras somam 1,35% do mercado brasileiro.

Será uma nova promessa na telefonia do Brasil?  #Curiosidades #Religião #Blasting News Brasil