Após atender um chamado de acidente, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) encontrou um carro na BR 277, em Balsa Nova, região metropolitana de Curitiba carregando 300 quilos de maconha. O veículo usava um adesivo do Sistema Brasileiro de Televisão (SBT).

O chamado foi feito na Unidade Operacional São Luiz do Purunã da PRF, informando que havia um acidente no quilômetro 135 da rodovia. Chegando ao local, encontraram o veículo com o adesivo e aproximadamente 300 quilos de maconha dentro (329 tabletes).

Os envolvidos não foram encontrados e o carro estava sem condições de rodar. Os policiais consultaram os sinais identificadores do veículo e descobriram que o carro havia sido roubado em Cuiabá (MT), em 11 de maio.

Publicidade
Publicidade

Veículo e droga foram encaminhados para a Delegacia da Polícia Civil em Campo Largo.

Apreensão de maconha em Minas Gerais

No Triangulo mineiro, cidade de Uberlândia, quem fez a apreensão foi Polícia militar, mas de um volume menor de maconha.

Foram 60 quilos que estavam com um casal. A droga foi encontrada em um sítio e só foi descoberta depois que um suspeito foi preso no Bairro Maravilhas e informou sobre o restante da droga.

A maconha estava escondida dentro de tambores de ração e farelo. 

Caso semelhante ao de Curitiba aconteceu em Cascavel- Paraná

Um caso semelhante já havia acontecido no dia 2 de outubro, na cidade de Cascavel, interior do Paraná. Nesta vez, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu quase meia tonelada de maconha na região oeste do Paraná. Os 498 quilos foram encontrados em um carro abandonado.

Publicidade

A PRF tentou abordar um carro por volta das 3h30 na BR-277, mas o motorista não obedeceu e fugiu. Acabou descendo do carro quilômetros depois e seguindo a pé pela rodovia. Ao chegar ao carro, a polícia encontrou a droga. Buscas foram feitas, mas ninguém foi preso.

O carro que tinha placas clonadas e havia sido roubado no dia seis e agosto, no estado de Santa Catarina, município de Gaspar.

O veículo e a droga foram encaminhados para a 15ª Subdivisão da Polícia Civil, em Cascavel. #Crime #Investigação Criminal #Casos de polícia