A Andrade Gutierrez aceitou pagar uma multa de R$ 1 bilhão, a maior já aplicada até agora na "Operação #Lava Jato". A empreiteira também aceitou fazer um acordo de delação e leniência com a força tarefa em Curitiba e com a Procuradoria Geral da República.

Agora já é dado como certo que a empreiteira irá assumir que realmente pagou propina para as construções referentes à Copa do Mundo, além da #Petrobras e até algumas obras na usina nuclear de Angra 3. A empresa ainda poderá assumir que aceitou suborno em algumas obras na Ferrovia Norte-Sul e até na usina de Belo Monte. Antes desta indenização, a maior já paga tinha sido pela Camargo Corrêa, condenada a um valor indenizatório de R$ 800 milhões.

Publicidade
Publicidade

Juntamente com a Odebrecht, a Andrade Gutierrez está sendo acusada de pagar mais de R$ 600 milhões em subornos, em diversos contratos que foram assinados com a Petrobras. A Andrade é hoje a segunda maior empreiteira do Brasil, ficando atrás somente da Odebrecht. A empresa fazia o pagamento dos subornos para vários agentes públicos e estes facilitavam os acertos com as empreiteiras.

Alguns delatores da Operação Lava Jato já revelaram que, neste cartel dentro da Petrobras, eram as empresas que escolhiam quais obras elas iriam assumir, principalmente por causa do alto valor pago e, assim, elas eram autorizadas a realizarem o serviço, sem nenhum problema.

Com este acordo de delação premiada, a Operação Lava Jato poderá ter importantes revelações e a Andrade também irá se beneficiar porque, aceitando colaborar com as investigações, ficará livre para poder participar de novos contratos junto ao poder público.

Publicidade

É importante lembrar que a Andrade Gutierrez é quase 100% dependente das obras do poder público e quase que toda sua receita é proveniente destes contratos com o Governo. Se não colaborasse nesta operação, seria proibida de participar de novos contratos e, sem eles, a empresa iria à falência.

Na Copa do Mundo aqui no Brasil, em 2014, a Andrade foi responsável por reformar os estádios Mané Garrincha (Brasília), Beira Rio (Porto Alegre), Maracanã (Rio de Janeiro) e ainda construiu a Arena Amazonas (Manaus). #Corrupção