Uma tragédia ocorreu na tarde dessa quinta feira (5), no distrito de Bento Rodrigues, em Mariana, região norte de Minas Gerais, onde o rompimento de duas barragens da mineradora Samarco ocasionou uma enxurrada de lama, uma mistura de água e minérios, supõe que a causa pode ter sido dois pequenos terremotos, deixando 28 pessoas desaparecidas até o momento.

Segundo o corpo de bombeiros de Ouro Preto, uma morte já foi confirmada, a do trabalhador Cláudio Fiúza, de 40 anos que teve um mal súbito após o rompimento das barreiras da mineradora. Além dele, segundo a prefeitura de Mariana, há mais 28 pessoas desaparecidas, sendo 13 trabalhadores da empresa e 15 moradores do distrito.

Publicidade
Publicidade

Feridos

Além dos desaparecimentos e das mortes, 158 das 180 casas do vilarejo foram destruídas, deixando o ambiente totalmente devastado. Os feridos no momento da tragédia foram levados ao Hospital João XXIII, em Belo Horizonte, onde foram atendidos com emergência.

Aparecimento de corpos em Rio Doce

Silvério Joaquim da Luz, Prefeito de Rio Doce, falou nessa tarde de hoje (7) que dois corpos estavam próximos ao rio, perto da ponte da cidade e aproximadamente 100 km de distância do distrito de Bento Rodrigues, em Mariana, onde ocorreu a tragédia. A defesa civil fala que pode ser que tenha mais baixas ao longo das buscas, algo em torno de 16 mortes.

Apoio

As buscas estão contando com o apoio de mais de 200 pessoas do poder público, como a Guarda Municipal, o Corpo de Bombeiros e ainda das Polícias Civis e Militares em conjunto com a Defesa Civil. 

Riscos eminentes 

Brás Azevedo, Secretário da Defesa Social de Mariana, declarou que a situação no local ainda pode ser de risco para o povo, com mais desmoronamentos e a orientação é para que o pessoal se dirija para o distrito de Camargos, por ser mais alto. 

Resposta da empresa Samarco

Ricardo Vescovi, CEO da mineradora, divulgou através de um comunicado no perfil oficial da empresa na rede social Facebook, que tinha ocorrido o rompimento de duas barreiras ao invés de uma e que imediatamente acionou os planos emergenciais para poder prestar socorro aos funcionários e moradores da região.

Publicidade

#Natureza