Apenas o estado de Pernambuco registrou 141 casos de microcefalia em 2015. Microcefalia é o nome que se dá aos casos de bebês nascidos com malformação, com o crânio pequeno. Esse número é extremamente maior do que o registrado em 2014. O Ministério da Saúde e da Organização Pan-americana de Saúde agora estudam o que aconteceu para um aumento tão grande - o número foi dez vezes maior do que o de 2014. 

Esse aumento fez com que o Ministério da Saúde decretasse emergência em saúde pública hoje (11). Marcelo Castro, ministro da saúde, disse que a situação é inusitada. O caso está sendo analisado.

A microcefalia se caracteriza por bebês recém-nascidos com perímetro da cabeça de 33 centímetros, ou menos.

Publicidade
Publicidade

O Hospital Universitário Oswaldo Cruz é um dos que anda acompanhando os casos de Pernambuco. A microcefalia pode ser causada por genética, de pais para filhos, ou pelo uso de álcool, drogas e outros produtos tóxicos durante a gravidez. Também pode ser por causa de infecções que atingiram o bebê durante a gravidez.

Paraíba e Rio Grande do Norte, dois estados próximos de Pernambuco, também registraram aumento no número de casos. Apenas no Rio Grande do Norte 10 bebês já nascidos foram diagnosticados com a doença até o início desta semana. Mais outras onze gestantes tiveram diagnóstico da #Doença até o início desta semana.

A situação de emergência declarada pelo governo é dada para facilitar na investigação de novos casos, além de ajudar em casos de compras emergenciais. Pesquisadores já foram enviados aos estados para analisar e cuidar dos casos atuais.

Publicidade

As mães e bebês passaram por exames.

Para ajudar a descobrir e investigar possíveis novos casos, a Secretaria de Saúde do estado de Pernambuco criou site para notificar ocorrências e ainda orientar os pais sobre quais exames devem ser feitos e possíveis tratamentos. De acordo com levantamento feito em Pernambuco, a maioria dos casos foram em meninas - elas representam 53,9% dos casos. Crianças com microcefalia podem ter convulsões e problemas no desenvolvimento motor e da fala.