Uma das profissionais mais respeitadas e competentes do jornalismo brasileiro faleceu nesta terça-feira, 10. Sandra Moreyra tinha 61 anos de idade, a maior parte deles destinados à grandes coberturas. A informação foi confirmada nesta tarde pela Globo News. De acordo com o canal a cabo de notícia, Sandra morreu em decorrência de complicações de um câncer. Era a terceira vez que a jornalista tinha a doença nos últimos sete anos. A família e amigos ainda não deram informações do local e horário para o velório, nem mesmo se Sandra será sepultada ou cremada.

Recentemente, Moreyra deu uma entrevista ao UOL na qual falou sobre a doença.

Publicidade
Publicidade

Ela precisou sair do vídeo para o tratamento e ficou nos últimos tempos trabalhando na produção de reportagens. Na época, a profissional se disse confiante para vencer a doença pela terceira vez consecutiva. Ela agradeceu a ajuda de pessoas próximas, como amigos, filhos e de seu marido. "Acredito que vou superar mais essa", desabafou a profissional da mídia

O terceiro câncer diagnosticado na jornalista foi encontrado no chamado mediastino, uma região próxima ao tórax e ao esôfago. Entre 2008 e 2014, a contratada da #Rede Globo já havia enfrentado a mesma doença. Depois de ficar um ano sem sinais da enfermidade, no meio de 2015 veio a má notícia, novamente o câncer havia sido diagnosticado. Ela precisou passar por cirurgias consideradas muito difíceis e arriscadas. Em seu último tratamento, Sandra necessitou de doações de sangue.

Publicidade

Muitos amigos jornalistas ajudaram, já que ela é muito querida no meio. O tratamento prejudicou as cordas vocais e uma delas ficou paralisada, obrigando a profissional a sair do vídeo. 

Moreyra era uma das profissionais mais antigas da Globo. Ela entrou na emissora ainda no ano de 1984. Sem aparecer na TV desde 2014, Sandra trabalhava nas chamadas reportagens e séries especiais. O seu último trabalho foi com 'Cariocas Olímpicos', que foi exibido na primeira edição do telejornal local do canal no Rio de Janeiro, o 'RJ  TV'.