Brian de Mulder, de 22 anos, é de nacionalidade belga e filho da brasileira Rosana Rodrigues. No início do ano, ele foi acusado de fazer parte do grupo de terroristas Estado Islâmico, bem como de ameaça de ataques terroristas na Bélgica.

Brian estava na Síria desde janeiro de 2013, morava lá com esposa e filho. Por ocasião do julgamento foi condenado a 5 anos de prisão.

Segundo informações que se tem do jovem, em matéria publicada em fevereiro de 2015 pela BBC, Brian havia sido descrito como um rapaz de educação católica, um bom jogador de futebol, filho obediente e bom aluno - sem nenhuma passagem pela polícia e nem problemas com drogas.

Publicidade
Publicidade

Ainda de acordo com a BBC, o jovem se converteu ao islamismo no ano de 2010, logo após ser dispensado pelo time de futebol em que jogava. Antes de ir para a Síria, morava com sua mãe, padastro e irmã, na Bélgica. O pai de Brian teria dito que ele saiu sem dizer adeus.

De Mulder  fazia parte do grupo "Sharia4Belgium" que recrutava jihadistas belgas. A mãe do rapaz disse, na época, que preferia vê-lo na cadeia. Que não se importava em visitá-lo todos os dias, levar comida e tudo que ele necessitasse - "prefiro todos os dias da minha vida ir na cadeia...do que saber que meu filho é um terrorista e está agora na Síria".

Mas, a notícia que recebeu no dia de hoje foi a mais triste de sua vida: o filho, conhecido como Abu Qassem Brazili, foi morto na Síria. 

Quem recebeu a mensagem foi a irmã do jovem, Bruna, pelo celular.

Publicidade

A moça afirmou ter recebido uma foto do seu irmão: "sem cor e com os lábios roxos". "Não tenho dúvida", disse a irmã de Brian.

A mãe conta que recebeu a informação, mas que é difícil acreditar, uma vez que não o enterrou. Ela ainda complementa, dizendo que o tempo a ajudou a lidar com essa situação, de a qualquer momento receber essa notícia, pois esse conflito se arrasta desde 2011. Em outra declaração ela diz: "É melhor que ele tenha morrido do que saber que está envolvido no #Ataque em Paris.".

A mãe de Brian terminou dizendo que a preocupação agora é com a sua netinha, que mora na Síria - e que um filho de Brian sempre foi um sonho seu. #Terrorismo #Estado Islâmico