O jornal Estadão noticiou ontem que um professor de Caraguatatuba, noe de São Paulo, foi demitido após dar aos seus alunos alguns exercícios contendo críticas ao #PT e à presidente Dilma Rousseff. O nome do professor não foi revelado, mas sabe-se que os exercícios em questão associavam a presidente e o seu partido à casos de corrupção.

Os exercícios foram preparados para alunos do 9º ano da Escola Municipal que se localiza na Praia do Massaguaçu e tinham como objetivo explicar a aplicação correta da vírgula. Esse caso chegou aos ouvidos dos pais dos alunos que consideraram a atitude do professor errada. “O meu filho vai para a escola aprender as matérias, não tem de ficar lendo ou ouvindo politicagem”, disse a mãe de um dos alunos que preferiu ficar no anonimato.

Publicidade
Publicidade

Alguns pais querem agora que todas as provas passem pelo crivo da direção da escola para que casos lamentáveis como esse, em que a política se mistura com a educação das crianças, não voltem a acontecer.

Entretanto, o prefeito Antônio Carlos da Silva assumiu já ter analisado o caso, mas pediu calma, já que, segundo ele, esse foi apenas um caso isolado. Quanto ao professor que está no centro desse caso, ele já foi afastado e tem um processo para avaliar as penalidades a que será sujeito. O prefeito defendeu ainda a direção da escola ao dizer que, em nenhum momento, a direção ou a Secretaria de Educação compactuaram com a atitude daquele docente.

Antônio Carlos da Silva garantiu, em comunicado, que nunca usou qualquer ação pública para falar mal de outro político ou partido opositor. Para o prefeito essas atitudes não são éticas e nem fazem parte dos seus princípios.

Publicidade

OS EXERCÍCIOS DA POLÊMICA

Os exercícios propostos pelo professor em que a presidente Dilma e o PT eram os protagonistas eram dois. A primeira frase era: “Dilma, a presidenta, e seus 40 ladrões afundaram o país”. O segundo exercício era: “O PT é ladrão, traidor e enganador.", e em ambas as frases os alunos tinham como objetivo identificar a utilização correta da vírgula.

O que pensa desse caso? Acha que o professor foi demasiado longe? Dê a sua opinião nos comentários! #Dilma Rousseff