Moradores de Colatina (ES) estão em alerta para tentar resgatar a maior quantidade de peixes de Aimorés, que fica a 50 km da cidade. Segundo a página da Folha de S. Paulo, os moradores batizaram a ação de “arca de Noé capixaba”. O resgate conta ainda com o apoio do Ministério Público Federal e Estadual, até o final da tarde do dia 14 de novembro haviam sido resgatados aproximadamente 5.000 entre peixes, camarões e lagostas.

Nesta força-tarefa, eles priorizaram resgatar peixes menores por questão de sobrevivência, pois eles serão levados para uma lagoa protegida.

Muitos moradores que vivem da pesca estão preocupados, os mesmos já perceberam uma redução na pesca por conta da estiagem e agora sentem o impacto também nas vendas.

Publicidade
Publicidade

Uma aldeia indígena que fica a 16 km de Resplendor (MG) está sem água, pois o córrego secou e eles estavam se abastecendo com a água do rio, mas a lama já passou por lá e agora dependem de doações de água mineral.

Doações

Na página oficial da Prefeitura de Mariana estão listados alguns objetos que os moradores estão precisando em caráter de urgência.

Desaparecidos

Segundo a página da Prefeitura de Mariana, são 15 desaparecidos até o momento, 7 mortos e 3 corpos que ainda não foram identificados.

Meio Ambiente

São inúmeros os danos ao meio ambiente, podendo extinguir a fauna e flora local. A água não será capaz de diluir toda a lama que está se deslocando e carregada de minérios de ferro e mercúrio, fazendo com que os animais fiquem sem oxigênio e morram.

Segundo o Ibama, estima-se que foram lançados 50 milhões de m³ de rejeito de mineração (o suficiente para encher 20 mil piscinas olímpicas). A natureza precisará de ajuda para se recuperar, talvez daqui 20 anos desta tragédia. 

Essa é a maior catástrofe ambiental da história do Brasil, centenas de pessoas sem água, abrigo e alimentação.

Publicidade

Será preciso muita força, determinação e ajuda mútua para que o quadro seja revertido e que a normalidade volte para estas pessoas que neste momento passam por um grande desafio. #Governo #Mudança do Clima