Um grave acidente com um ônibus no fim da manhã deste domingo (13), fez cinco vítimas fatais e trinta e cinco pessoas ficaram feridas. De acordo com o portal de notícias G1, o coletivo colidiu com o muro de um túnel na altura da Freguesia.

Saibam mais sobre o grave acidente com o ônibus

Um ônibus coletivo que fazia a linha 352 que tem seu itinerário entre o RioCentro x Castelo, bateu no muro do último túnel da Linha Amarela, na altura da Freguesia. De acordo com as informações dadas pelo Corpo de Bombeiros e Polícia Militar, cinco pessoas morreram no local e outras trinta e cinco pessoas foram socorridas. 

Segundo a Concessionária Lamsa responsável pelo trecho onde o acidente aconteceu, oito UTIs móveis foram disponibilizadas para prestar os primeiros socorros e conduzir os feridos para os hospitais mais próximos do local.

Publicidade
Publicidade

A Secretária de Saúde do Rio de Janeiro, informou que mais de 20 pessoas foram encaminhadas para o Hospital Miguel Couto e Hospital Lourenço Jorge. Até as 15:50 da tarde deste domingo, não haviam informações sobre o estado de saúde dos pacientes. 

Trânsito na região

As duas faixas da Linha Amarela no sentido Barra da Tijuca ficaram totalmente interditadas até as 14h. A concessionária Lamsa que administra a Linha Amarela, precisou operar o trânsito com com faixa reversível sentido Barra, entre o túnel da Convanca até a saída 1B em Geremário Dantas.

Investigações sobre o acidente

A 41ª DP - Tanque é a responsável pelas investigações sobre as possíveis causas do acidente. As vítimas fatais foram identificadas, são elas: Alexandro Miranda de Carvalho, 48 anos, Vânia Alves Martins, 50 anos, Maria Bernadete da Conceição, 48 anos, Lacir Martins da silva, 51 anos.

Publicidade

Apenas um homem que também morreu no acidente não foi identificado.

Usuários do transporte público do Rio de Janeiro reclamam das péssimas condições dos ônibus

As reclamações dos usuários do transporte público do RJ é recorrente. A maioria daqueles que dependem do transporte público no RJ consideram o serviço precário. A insatisfação se deve principalmente a super lotação dos veículos, atrasos constantes, falta de ar condicionado, ônibus sucateados que não oferecem o mínimo de segurança aos passageiros, falta de profissionalismo dos motoristas e cobradores e dos assaltos que acontecem diariamente em todas as linhas da cidade. #É Manchete! #Investigação Criminal #Casos de polícia