Dentro de 3 meses já estará sendo vendida no Brasil a primeira vacina contra Dengue, autorizada pela Anvisa - Agência Nacional de Vigilância Sanitária- e que já está gerando uma grande polêmica antes mesmo de chegar ao mercado, pois especialistas garantem que sua eficácia é muito baixa.

Um laboratório francês é o responsável pela produção da vacina e o período de 3 meses para ser comercializada no país é porque o Governo precisa deste tempo para conseguir se organizar e principalmente, definir o valor do medicamento.

A vacina contra a #Dengue é um medicamento inédito no país e por isto não há formas de comparar preços para se chegar a um valor final.

Publicidade
Publicidade

Para garantir maior eficácia, esta vacina deverá ser aplicada em 3 doses, com intervalo de 6 meses entre uma dose e outra e somente pessoas com idade a partir dos 9 anos até o limite de 45 anos poderão utilizá-la.

Este medicamento está proibido para gestantes, mulheres que estejam amamentando e também pessoas que possuem uma #Doença que resulta no atraso do desenvolvimento intelectual, conhecida como fenilcetonúria.

 VACINA CONTRA DENGUE OFERECE BAIXA EFICÁCIA

Um ponto muito criticado nesta nova vacina que chega ao país é a sua baixa eficácia e tem ainda o fato de que ela não oferece nenhuma proteção contra o zika vírus e nem contra o chikungunya, dois vírus também transmitidos pelo Aedes aegypti.

O ponto positivo é que esta vacina pode ajudar a reduzir até 80% nos casos de internações para os tipos mais graves da Dengue.

Publicidade

Até o próprio Governo já começou a alertar a população para que não se iludam, pois a melhor forma de combater a Dengue continua sendo a prevenção, evitando todo tipo de água parada para impedir assim que o mosquito possa se procriar.

Esta vacina oferece uma proteção global de somente 60%, não estará disponível na rede pública de saúde e é preciso que o cidadão compre as 3 doses para ficar realmente protegido, pois somente após receber todas as doses é que o organismo irá garantir uma proteção que dure por vários anos.

Por causa disto espera-se que a vacina contra Dengue tenha uma baixa adesão no Brasil, sendo que a prevenção deve continuar sendo incentivada como forma e combate não só à Dengue, mas também às outras doenças transmitidas pelo mesmo mosquito. #sistema de saúde