Na manhã do dia 22, terça-feira, ocorreu em #Araguaína uma operação em conjunta entre a Delegacia Estadual de Investigações Criminais (DEIC) e o (GOTE) Grupo de Operações Táticas Especiais. A operação foi um sucesso, e como resultado um jovem de 19 anos de idade, identificado como Lucas Dias Lima, foi autuado com prisão em flagrante sobe acusação do crime de posse ilegal de arma de fogo e com apreensão de uma arma de calibre 38.

A prisão de Lucas Dias Lima, 19, ocorreu quando os agentes da DEIC e GOTE monitoravam uma residência no Setor São João, que tinha como objetivo a prisão de um outro cidadão, identificado como Leandro Dias de Lima, o qual que é foragido da justiça e tem mandado de prisão em aberto.

Publicidade
Publicidade

O crime do qual Leandro Dias Lima é acusado, ocorreu no município de Filadélfia do Tocantins, onde a vítima chegou a ficar paraplégica. Enquanto os policiais estavam a campana, perceberam a atitude suspeita de um cidadão que havia saído da casa a qual estavam monitorando, ele estava em uma moto vermelha, da marca HONDA.

Após suspeitarem do indivíduo que acabou saindo da residência, os policiais passaram a seguir a moto. Durante a perseguição, próximo a “feirinha”, os agentes o abordou, e vendo a documentação descobriram era Lucas Dias Lima, irmão do foragido da justiça que estavam em busca.

Por se tratar do irmão de um foragido da justiça, os policiais o encaminhou para Delegacia para prestar esclarecimentos, simultaneamente uma outra equipe de policiais civis foi até a residência de Lucas, no Setor Eldorado.

Publicidade

Durante as buscas na residência, os agentes apreenderam um revólver de calibre 38 com seis munições intactas, e algumas folhas de cheque, algumas porções de substâncias análogas a maconha e um celular.

Diante dos fatos acima citado, Lucas foi autuado por posse ilegal de arma e também por conduzir a motocicleta sem o porte da habilitação.

Após a autuação foi fixada a fiança no valor de sete salários mínimos, que foi paga e o acusado obteve o direito de responder ao processo em liberdade.

A polícia afirmou que irá continuar investigando até que o foragido Rodrigo esteja encarcerado e a disposição da justiça.   #Casos de polícia #Portal do Tocantins