A decisão controversa da justiça brasileira de bloquear o aplicativo WhatsApp durante 48 horas se tornou o principal assunto em todo o país. A suspensão virou notícia internacional, levando até Mark Zuckenberg a declarar que "este é um dia triste para o Brasil".

Entre procurar aplicativos que possam substituir, burlar o bloqueio, xingar muito nas redes sociais e criar suas teorias sobre os motivos desta medida, há quem esteja aproveitando o momento para faturar. É o caso de uma marca de roupas que aproveitou para fazer uma campanha de ocasião. 

A ação fez apelo ao tempo livre que as pessoas têm ao não poder usar o aplicativo.

Publicidade
Publicidade

Este tempo poderia ser usado para adiantar as compras de #Natal, por exemplo. 

Empresários reclamam de prejuízos

O #WhatsApp vem ganhando um importante espaço como ferramenta de vendas para pequenos empresários. Por isso, muitos deles se preocupam com o dinheiro que podem perder durante este bloqueio e buscam alternativas.

É o caso de Gilderlane, que alertou previamente seus clientes sobre o bloqueio do Whatsapp. "Eu sugeri que eles passassem a fazer os pedidos através de um outro aplicativo similar, o Telegram, mas constatei que os clientes passaram a entrar em contato por outras redes sociais, como o Instagram e o Facebook", relata.

Ainda segundo a empresária, "dois dias sem faturar são dois dias de prejuízo". Em um ano com vendas abaixo do normal, esta preocupação se torna ainda maior.

Publicidade

Deve ser um alívio lembrar que existem muitas opções de comunicação online à disposição.

Bloqueio durou apenas 10 horas

Enquanto esta notícia estava sendo escrita, os serviços do aplicativo voltaram a funcionar. Segundo o colunista Lauro Jardim, do jornal O Globo, o desembargador Xavier de Souza, da 11ª Câmara do Tribunal de Justiça de São Paulo, determinou o desbloqueio do WhatsApp em todo o território nacional.

O parecer foi publicado por volta das 11h30 e às 13h00 os internautas já comemoravam nas redes que o aplicativo estava funcionando novamente.

Uma preocupação que resta é que a medida de bloquear o aplicativo abra precedente para novas restrições de liberdade de comunicação. Ainda que o bloqueio tenha durado menos do que era previsto, o simples fato dele ter acontecido já sinaliza o perigoso caminho que nossa sociedade está tomando. #Curiosidades