Como se não fosse o bastante o perrengue do marido de Fabíola, ele agora vai precisar desembolsar uma grana preta para pagar indenizações para a sua ex-esposa e o seu ex-cunhado. O crime cometido foi o de violação do patrimônio privado e de intimidade e o de injúria. 

De acordo com o site de notícias Enfu, a raiva do marido de Fabíola causou um efeito inverso em toda a história. Ao se tomar de ira, ele atacou o carro do seu melhor amigo, Léo, o homem com quem Fabíola lhe traía. De acordo com o advogado Antônio Carlos de Almeida, Fabíola foi exposta ao ridículo ao ser filmada naquela situação embaraçosa. Não só é permitido a ela processar o homem que a filmou, mas também o próprio marido por injúria. 

O caso é interessante.

Publicidade
Publicidade

O marido de Fabíola estava tão furioso e certo de seu estado de vítima que ele ligou para a polícia ali mesmo do motel. No entanto, ele era o único ali que poderia ser preso. O fato é que traição, por imoral que seja, não se configura como crime; já agressão e dano ao patrimônio alheio, sim. 

O advogado criminalista, Dr. Eduardo Coelho, afirma que o homem será indiciado pela justiça a responder pelos crimes de dano ao patrimônio privado, injúria e violação de intimidade. Também o homem que filmou tudo responderá à justiça, ele será acionado pelos crimes de agressões verbais e físicas cometidas contra a mulher.      

Resultado

Filmar uma traição para no futuro comprovar o fato não é crime. Na verdade, é até mesmo uma ferramenta bastante utilizada em tribunais em casos de divórcio. No entanto, as imagens apenas podem ser usadas em juízo.

Publicidade

Não se pode publicá-las pois isso se configura como violação de intimidade - enquadrada, portanto, no artigo 140 do Código Penal. O crime foi ainda agravado pelo fato de o material ter sido publicado na #Internet, o que aumenta a pena em um terço. A previsão é de que por esses crimes o marido precisaria pagar a soma de 37 mil reais, além de passar ao menos quatro anos na cadeia.

O advogado afirma ainda que nos próximos meses uma indenização pelos danos da imagem de Fabíola será ajuizada. O valor desta pode chegar a pelo menos 100 mil reais. O marido se tornou o símbolo mais marcante do ditado: "Não faça nada com raiva". #Casos de polícia