Minas Gerais é mais um estado que está enfrentando o problema da microcefalia e no mês de novembro cinco crianças nasceram com o problema que pode estar associado ao Zika. Em princípio, dois bebês já foram reconhecidos como não tendo relação com o vírus, mas outros três agora estão sendo investigados pela SES/MG - Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais.

Os exames realizados irão confirmar a contaminação ou não pelo Zika Vírus e a Funed (Fundação Ezequiel Dias) é que é responsável por todas as análises, para que os resultados sejam entregues o mais rápido possível contribuindo assim para a contenção do vírus. O estado não apresentou registros de que haja circulação do vírus, mas está preparado para combatê-lo caso surjam alguns casos.

Publicidade
Publicidade

Cidades como Uberaba, Montes Claros, Pouso Alegre, entre outras e também a capital Belo Horizonte estão prontas para atender possíveis casos.

A SES-MG informou que todas as medidas para combater o Aedes aegypti estão sendo reforçadas para evitar doenças como a dengue, zika e chikungunya. Rodrigo Said, superintendente de Vigilância Epidemiológica do estado, garante que Minas Gerais está seguindo todas as recomendações passadas pelo Ministério da Saúde para que o vírus seja monitorado e as gestantes tenham todas as orientações necessárias.

Este ano, até o mês de novembro, outros 3 casos de microcefalia já haviam sido registrados no estado, porém não foram registrados como tendo relação alguma com o zika vírus.

A Secretaria Municipal de Saúde em Belo Horizonte confirmou que até o momento não há nenhum caso confirmado do zika vírus em Belo Horizonte, entretanto a cidade registrou em novembro um único caso de microcefalia, mas a mãe reside em outra cidade, só que o bebê nasceu na capital e por isto este caso também vem sendo acompanhado de perto.

Publicidade

Em todo o Brasil já foram notificados mais de 1.200 casos suspeitos, até o final de novembro. E são várias as causas para o surgimento da microcefalia, por exemplo, abuso de álcool e drogas durante a gestação, doenças como rubéola, toxoplasmose, entre outras e tem o fator genético, entre outros. #Governo #Medicina #Doença