Um crime que mobilizou o país continua tendo investigações a passos largos. Nesta quinta-feira, 10, o Ministério Público de São Paulo iniciou uma busca para colher provas contra os acusados de promoverem o crime de racismo contra a jornalista Maria Júlia Coutinho.

De acordo com informações da TV Globo, nessa operação foram expedidos vinte e cinco mandatos de busca e apreensão. As buscas aconteceram em São Paulo, Minas Gerais, Goiás, Ceará, Pernambuco, Amazonas, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

No estado de Goiás, uma das buscas aconteceu na casa de um menor. O adolescente de apenas de 16 anos, que não teve o nome identificado, disse que seu grupo na internet não promoveu ataques à jornalista, mas que ajudaria o Ministério Público, já que, segundo ele, conheceria o grupo autor das mensagens preconceituosas.

Publicidade
Publicidade

Já outro suspeito investigado, de 21 anos, e que mora em São Paulo, desabafou: "não vou segurar o 'rojão' de ninguém". Ele teve o computador apreendido para perícia.

Os ataques contra a profissional da mídia aconteceram em junho deste ano. Dezenas de internautas publicaram mensagens racistas na página do 'Jornal Nacional' no Facebook. Maria Júlia Coutinho disse, na época do episódio, que os responsáveis seriam punidos. "Não vou esmorecer", desabafou ela.

Os próximos passos do Ministério Público agora é analisar as provas colhidas com os 25 suspeitos. Depois que o órgão obtiver elementos julgados como suficientes, essas pessoas poderão ser ouvidas pela justiça. Na ação processual, os suspeitos podem ser julgados culpados ou inocentes. A pena varia para os culpados por crime de racismo, indo de reclusão à prestação de serviços comunitários.

Publicidade

A jornalista afetada não disse se vai querer danos morais. Além de Maria Júlia Coutinho, outros nomes conhecidos da mídia foram vítimas de preconceito recentemente. Tais Araújo chegou a depor depois de sofrer ataques parecidos com os de Maju. Chris Vianna e Sheron Menezes também disseram que levaram os ataques às suas páginas para a apuração da polícia.  #Entretenimento #Famosos #Televisão