Uma quantia de R$ 4.400.00 milhões foi liberada pelo Ministério da Saúde neste 04/12/15 e publicado no Diário Oficial da União. O dinheiro será destinado aos estados e cidades atingidos pelo rompimento da barragem que ocorreu em Mariana (M.G).

O desastre afetou toda a população de Bento Rodrigues e a lama tóxica atingiu o Rio Doce e praias do Espírito – Santo.

A quantia é do FNS (Fundo Nacional de Saúde) e destinado para projetos da área de vigilância sanitária, feito em uma parcela.

ENTENDA SOBRE ALGUNS ARTIGOS DA PORTARIA Nº 1.994 DE 03/12/2015

ART.1º - Autoriza que o dinheiro seja encaminhado aos estados e municípios que foram prejudicados pelo rompimento da barragem e pela lama do Rio Doce, para que sejam realizados medidas imediatas de vigilância sanitária.

Publicidade
Publicidade

ART, 2º - O dinheiro é originário do FNS e o valor é de quatro milhões e quatrocentos mil reais, dados em única parcela.

O parágrafo único estabelece que o parâmetro utilizado para o repasse fosse: a presença de pessoas desabrigadas e sem moradia, falta de água.

O QUE A LAMA TÓXICA PODE CAUSAR A SAÚDE?

Análises comprovam que há presença de arsênio, chumbo, cromo, zinco, bário e manganês em níveis muito altos na lama.

A Faculdade de Medicina da UFMG detectou que o ferro encontrado é acompanhado de antimônio, chumbo, manganês (o mais perigoso dos metais e está com níveis de 1,180 vezes maiores). Ele causa problemas no organismo tais como: espasmo muscular, problemas ósseos e alteração cardíaca.

Os médicos do local diagnosticaram problemas de saúde como: dermatose, conjuntivite, problemas renais e especialistas não descartam a possibilidade de haver presença radioativa na área.

Publicidade

A gravidade da situação é maior do que se possa imaginar e toda ação do governo em prol das vítimas é sempre bem-vinda, pois com a saúde não se brinca. Essa verba que o governo está direcionando é fundamental para ajudar no combate e prevenção das doenças. A ajuda de todos neste momento é importante, a situação é  complicada  para as vítimas do local.

O estouro da barragem causou problemas de curto e longo prazo e as soluções precisam ser encontradas, para poder dar início a reconstrução e reparação dos danos causados. #Natureza #Investigação Criminal