Na noite desta segunda-feira, 21, o sonho de mais 250 famílias se tornou mais próximo de se tornar realidade em Araguaína, no norte do Estado do Tocantins. Isso se deve ao fato de que a Secretaria de Habitação do município, por meio da parceria da prefeitura com o Governo Federal, concluiu a construção de mais de 1.030 moradias, as quais serão entregues aos inscritos beneficiários no Programa Minha Casa Minha Vida.

O sorteio dos endereços foi realizado no Ginásio do setor São João, e foi apenas o primeiro entre vários, haja vista que foram sorteados 250 endereços, e ainda restam 780 para serem sorteados. Os beneficiários dos endereços já sorteados serão os futuros moradores do residencial Lago Azul I, e a entrega destas e outras moradias está prevista para ocorrer a partir do mês de março de 2016.

Publicidade
Publicidade

Para garantir a transparência durante o sorteio, os próprios beneficiários foram chamados pelos nomes, para pegar um envelope dentre vários, sendo que dentro de cada envelope estava o endereço de uma das 250 casas do residencial Lago Azul I, evitando com isso a ocorrência de fraudes. Outro critério adotado foi o de dar preferência aos idosos e deficientes físicos na ordem dos sorteios, garantindo assim a justiça social.

O Secretário Municipal de Habitação de Araguaína, Geraldo Silva, afirmou que os beneficiários que por algum motivo não puderam comparecer ao sorteio, não precisam se preocupar, pois seus endereços distribuídos aleatoriamente pela Caixa Econômica Federal.

No município de #Araguaína, em 2015 mais de 2200 famílias já foram beneficiadas com moradias, pelos programas “Minha Casa Minha Vida”, e com o projeto municipal “Casa Pra Quem Precisa”.

Publicidade

Porém em 2016, já existe a previsão de entrega de mais 2530 unidades habitacionais, também nos residenciais Lago Azul.

Segundo as regras do Programa Minha Casa Minha Vida, a indicação e seleção dos beneficiários dos programas habitacionais é de responsabilidade do Poder Público, e deve ser apresentada à Caixa Econômica Federal em até oito meses contados da contratação do empreendimento, conforme critérios estabelecidos na Portaria nº 412/2015 expedida pelo Ministério das Cidades​. #Portal do Tocantins