O Brasil acordou órfão de uma de sua melhores atrizes neste sábado, 05. Marília Pêra, com 72 anos, morreu no Rio de Janeiro. As primeiras notícias sobre o falecimento de uma das maiores divas dos palcos e da telinha começaram a ser divulgadas ainda nesta manhã. Recentemente, Marília precisou se afastar do seu ofício por estar sofrendo um desgaste ósseo na coluna. Ela ainda poderá ser vista nas próximas semanas em um trabalho inédito. Mesmo debilitada, Pêra gravou a atual temporada do humorístico 'Pé na Cova', exibido nas quintas-feiras pela Rede Globo. 

Tudo foi muito rápido. O velório da profissional da dramaturgia já começou nesta manhã, por volta das 9h.

Publicidade
Publicidade

A cremação será à tarde. Pêra foi cantora, diretora, coreógrafa, bailarina e, é claro, atriz. Sua carreira é de dar inveja em qualquer ator. Ao todo, foram mais de 40 novelas, 50 espetáculos teatrais, 30 filmes, além de programas e minisséries, como 'O Primo Basílio' e o seriado 'Pé na Cova', escrito pelo amigo Miguel Falabella. 

As notícias sobre a piora na saúde da famosa começaram a eclodir no mês passado. O jornalista Hildegard Algel foi um dos primeiros a trazer informações sobre o caso, pedindo orações aos fãs. Segundo ele, Marília estaria com câncer. Na época da publicação, o profissional da mídia disse que Marília respirava com a ajuda de um balão de oxigênio. A família da atriz negou a notícia, dizendo que ela estaria hospitalizada, mas apenas se recuperando de um desgaste no fêmur. 

Repercussão nas redes sociais

Nas redes sociais, os fãs de Marília lamentaram a morte dela.

Publicidade

Eugênio Salles da Bahia publicou no Twitter a seguinte mensagem. "Desolado por o país perder uma das suas maiores damas". Patrícia Queiroz de São Paulo também fez comentários sobre a perda para o Brasil no mundo das artes. Dessa vez, o post foi feito no Facebook. "Que se reviva a obra de Marília. Ela ajudou o Brasil a mostrar o que tem de melhor, que é a criatividade dos brasileiros. Ao invés do choro, usemos as palmas para dar essa despedida".  #Teatro #Arte