Uma semana depois, Fabíola, aquela moça que disse que ia fazer a unha, mas foi encontrada pelo marido no motel com outro homem, teria publicado um novo vídeo. Dessa vez, uma mulher se dizendo ser a mesma que deixou de ir na manicure pede perdão nas imagens. Para boa parte dos internautas, a tal pessoa que aparece na nova publicação do Youtube seria uma atriz. Isso porque a mulher, apesar de parecida com a do vídeo do flagrante, é bem mais gordinha. 

No vídeo, a mulher que se diz Fabíola pede perdão pelo mal que provocou em sua família e quer voltar para Carlos Eduardo seu marido. O vídeo postado no dia 18 só agora começou a ser compartilhado pelos internautas.

Publicidade
Publicidade

O casal tem dois filhos e o suposto amante da bancária é Leo, irmão do marido da irmã da moça que não foi à manicure. Leo é um empresário de Belo Horizonte  e gosta de tirar fotos perto de objetos de luxo, como carrões e helicópteros. De acordo com o R7, ele foi perdoado pela esposa. Os dois agora fazem uma lua de mel em Miami, nos Estados Unidos. 

Veja o novo vídeo, que tem o suposto pedido de perdão:

Nas imagens, Fabíola diz que reconhece o seu erro e diz que Carlos Eduardo é o homem de sua vida. Ela acredita que os dois podem ser muito felizes juntos. Fazendo uma voz de choro a mulher diz que o futuro só a Deus pertence, mas que depois do ocorrido, o casal poderia ter uma vida melhor. A suposta mulher do primeiro vídeo diz ainda que está triste por estar sozinha e que não tem nem saído de casa, muito menos ido para festas.

Publicidade

A mulher do novo vídeo pede uma resposta para Carlos Eduardo, querendo saber se ele dará ou não o perdão para ela. Segundo ela, a traição ocorreu porque Fabíola achou que queria liberdade, mas agora ela teria percebido que não é isso o que quer.

Mais uma vez, a Blasting News está aberta para que Fabíola Barros faça um pronunciamento oficial sobre o caso. A sua advogada garante que ela realmente não está saindo de casa. Uma Organização não Governamental disse que Fabíola deve entrar com uma ação contra o homem traído e também contra o outro que fez as imagens. Ela poderia levar até R$ 150 MIL. #Justiça #Crime