A Anvisa - Agência Nacional de Vigilância Sanitária - está se preparando para liberar a terceira e última fase dos testes da vacina que vem sendo desenvolvida contra a dengue, no Instituto Butantan. Nos próximos dias, a liberação desta vacina já deve ser oficializada, já que documentos recentes sobre os testes foram entregues ao Instituto no início desta semana.

Esta última etapa é quando se faz a análise da vacina para saber sua eficácia contra os 4 tipos de vírus da dengue. Em abril deste ano, os testes já vinham sendo realizados e o Governo de São Paulo pediu agilidade por causa da epidemia que avança por todo o país.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária informou que não teve como liberar a vacina antes porque isto só pode ser feito depois da fase 3, para garantir total segurança à população e que este é um padrão internacional que precisa ser seguido.

Publicidade
Publicidade

Mais de 17 mil pessoas já se candidataram para serem voluntários nos testes que serão iniciados ainda este ano. Estes voluntários receberão a vacina contra a dengue e serão monitorados para que os resultados possam ser analisados. O Hospital das Clínicas em São Paulo é que ficará responsável pela coordenação destes testes, em conjunto com 13 outros centros de testes pelo Brasil.

Entre os voluntários, estão adolescentes e até mesmo crianças, sendo que eles podem ou não já terem tido o vírus da dengue. Iniciado estes testes com os voluntários, espera-se que em até 1 ano esta fase seja concluída e se tudo der certo o registro da vacina é feito junto à Anvisa e o medicamento será distribuído no mercado.

MÉXICO É O PRIMEIRO PAÍS A REGISTRAR VACINA CONTRA DENGUE

O México aprovou nesta quarta-feira (09), uma vacina que será usada contra a dengue e deverá ser usada entre pessoas na faixa etária dos 9 aos 45 anos de idade.

Publicidade

A eficácia desta vacina é de 60,8% e é contra os 4 sorotipos da #Doença.

A vacina contra a dengue do México será em 3 doses e com intervalos de 6 meses. O desenvolvimento deste medicamento durou cerca de 20 anos. #Medicina