O vídeo da Fabíola foi engraçado e motivo de piadas? A Avon não concorda. Depois de um comentário feito em sua página oficial em uma rede social, a empresa se pronunciou e “falou bonito” sobre a exposição sofrida pela bancária, moradora de Minas Gerais.

No comentário feito em uma postagem, uma pessoa sugeriu que agora muitas mulheres iriam ganhar esmaltes de Natal, para não terem que ir à manicure e, que com isso, a Avon iria vender muito. O responsável pela rede social da empresa logo respondeu e disse que a Avon tem como lema o “empoderamento feminino” e não compactua com nada que tenha com o tema a violência contra mulheres ou que degrade a imagem feminina.

Publicidade
Publicidade

Depois do “tapa” dado com elegância, agradeceram o comentário feito (veja fotos).

O caso Fabíola foi extremamente divulgado não só na internet, mas na televisão. Uma moça foi flagrada pelo marido, chegando com outro homem em um motel. O amante, Léo, era amigo do marido e também foi casado. Uma quarta pessoa, que foi com  Carlos Eduardo, o marido, para dar o flagra, filmou tudo.

O vídeo feito no motel foi divulgado nas redes sócias. Nele, é possível ver Carlos Eduardo quebrando o carro em que os dois estavam e até agredindo Fabíola. No meio da conversa ele falava: “Foi fazer unha, né Fabíola?”. A moça saiu de casa falando que iria à manicure.

Para aumentar ainda mais a exposição da mulher, vídeos íntimos foram divulgados na web e circularem por todo o país. Embora ninguém saiba ao certo quem espalhou o vídeo, a maior suspeita é de que tenha sido um ato de vingança.

Publicidade

A bancária ficou sem trabalhar por uns dias e não quer sair de casa. Enquanto isso, o amante Léo teve o perdão da esposa e marcou viagem para Miami, onde deve permanecer até meados de 2016. Um novo vídeo em que uma mulher diz ser Fabíola está espalhado nas redes sociais. Nele, um pedido de perdão desesperado é feito. a mulher do vídeo diz estar arrependida e que quer o marido e os filhos novamente em sua vida. Veja o vídeo. 

O marido de Fabíola deverá ser processado e pode ter que pagar uma multa de mais de R$ 150 mil, além de ser preso por diversos crimes cometidos. #Curiosidades #Comportamento #Casos de polícia