Uma explosão nesta manhã de quinta-feira (28) em uma das unidades da fabricante de cervejas Heineken vitimou dois funcionários e feriu outros três em Jacareí, interior de São Paulo. Por volta das 9h30, cinco pessoas trabalhavam na unidade de caldeiras da empresa quando ocorreu o acidente. Com o impacto, parte da estrutura foi danificada e atingiu também árvores na parte externa da empresa.

Segundo o Corpo de Bombeiros de Jacareí, a causa do acidente foi a concentração de calor no ambiente e vapor expelido por uma caldeira instalada na fábrica ou um possível vazamento de gás em um dos equipamentos. Em entrevista concedida à TV Vanguarda da Globo, o tenente João Bosco de Souza disse que três vítimas foram arremessadas no momento da explosão e duas morreram com o impacto.

Publicidade
Publicidade

No total, cinco pessoas se machucaram. 

As outras vítimas foram socorridas e encaminhadas para o hospital de São José dos Campos pelo helicóptero da polícia militar. Até o momento não foi divulgado boletim sobre o estado de saúde de uma das vítimas que teve queimaduras pelo corpo.

Para atender a ocorrência, foram deslocadas cinco viaturas e quinze bombeiros da cidade, além de ser mobilizado a equipe de brigada de acidentes da empresa.

O local onde ocorreu o acidente está isolado para perícia e parte dos trabalhadores foram dispensados. A empresa divulgou, através de uma nota, que foram iniciadas medidas para averiguar as causas do acidente e que está em contato com os familiares das vítimas para prestar auxílio e esclarecimentos. Segundo a empresa, os funcionários envolvidos na explosão prestam serviços para uma empresa terceirizada da companhia.

Publicidade

A empresa possui fábricas em mais seis estados brasileiros e está construindo uma planta industrial em Itumbiara, em Goiás. Sua produção global a coloca como a sexta maior produtora de cerveja no mundo e, no Brasil, ela ocupa a terceira posição de maior fabricante da bebida, perdendo apenas para Ambev, que fabrica a Skol e outras marcas, e também para o Grupo Petrópolis, que é fabricante da marca Itaipava. #Incêndio