Em ano de crise econômica, com centenas de demissões e com o mercado de trabalho instável, surge um oásis: o Prêmio #Petrobras de Jornalismo. O valor do prêmio vai muito além dos quase R$ 32.000 que podem ser pagos para o primeiro lugar. É sem dúvida uma chance de diferenciar o currículo em um mercado tão competitivo.

Quem pode se inscrever

Podem participar jornalistas de todas as plataformas (TV, Rádio, Impresso e Web). Para maiores detalhes ler o edital no hotsite do prêmio, que pode ser acessado através do site da empresa. 

Entre os temas que podem ser inscritos, estão matérias relacionadas aos processos de exploração, produção e distribuição de energia; referentes ao processo de governança de empresas a fim de obter mais transparência e melhor gestão; sobre ações sociais e de preservação ambiental no Brasil; que abordem o incentivo às atividades esportivas; sobre manifestações culturais e artísticas do país; e coberturas fotográficas sobre qualquer um dos temas acima relacionados.

Publicidade
Publicidade

As inscrições ocorrem até 26 de janeiro. 

Premiação

No total serão cinco premiações: regional, nacional, internacional, especial e Grande Prêmio Petrobras de Jornalismo (concedido à melhor de todas as reportagens inscritas). Veja só os valores da premiação.

Grande Prêmio Petrobras de Jornalismo - R$31.800,00

Categoria Especial; Internacional; Nacional - R$ 18.250,00

Regional - R$ 7.600,00

Histórico

Desde 2013, a Petrobras realiza esta  premiação. No total já foram recebidos 2.283 trabalhos de todas as regiões do país e também de correspondentes internacionais que atuam no Brasil. Em 2016, serão premiados os autores dos trabalhos representativos das melhores contribuições dentro de cada área temática e também será eleito o melhor entre todos os inscritos. Os vencedores serão anunciados ainda no primeiro semestre.

Publicidade

O Prêmio conta com apoio da Associação Brasileira de Imprensa (ABI), Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Município do Rio de Janeiro, Associação Profissional dos Repórteres Fotográficos e Cinematográficos do Rio de Janeiro (ARFOC RIO), do Portal Comunique-se e da Associação dos Correspondentes de Imprensa (ACIE). #Comunicação