A Polícia Civil de Fortaleza (CE) parece ter solucionado um crime que aconteceu na cidade em abril de 2015. A corporação prendeu o suspeito de assassinar o dançarino Marcelo Rodrigues da Silva, de 18 anos, conhecido como a drag queen Marcele Jean. Ela era famosa no meio gay da cidade por fazer apresentações como cover da cantora americana Lady Gaga, intérprete de sucessos como “Just Dance” e “Bad Romance”, entre outros.

Segundo informações do portal G1, o suspeito, Francisco Tiago Aires da Silva, de 28 anos, foi detido no último dia 30, mas a constatação de que ele foi o autor do crime aconteceu nessa quarta-feira (13), após perícias em uma arma apreendida com o rapaz.

Publicidade
Publicidade

No ato do exame balístico, foi comprovado que o revólver era compatível com o projétil encontrado no corpo da drag queen. A reportagem do G1 também destaca que Francisco já tinha sido detido em 2015 por porte ilegal de arma de fogo, mas foi solto após pagar fiança.

Ao ser levado até a delegacia para prestar depoimento, Francisco disse que tinha sido assaltado por um grupo de travestis horas antes do crime e, movido por vingança, decidiu voltar ao local do furto para prestar contas com as assaltantes. A Secretaria de Segurança afirmou que “a versão de assalto apresentada pelo preso não foi consolidada” nas investigações policiais.

O crime

De acordo com o jornal Extra, também do grupo Globo, a “Lady Gaga” de Fortaleza foi  baleada na madrugada do dia 3 de abril de 2015 na avenida Presidente Costa e Silva, local de grande circulação de pessoas, no bairro Messejana, região sudoeste da capital cearense.

Publicidade

A drag queen chegou a ser levada com vida para um hospital da cidade, mas não resistiu aos ferimentos. Como estava sem um documento de identidade, a vítima só foi reconhecida pelo pai três dias depois, em 6 de abril, no 30º Distrito Policial. O artista era natural de São Paulo. Na época, o crime gerou grande comoção nas redes sociais, principalmente dos fãs de Marcele.

A morte do cover de Gaga é mais uma que engrossa as estatísticas de #Violência no Ceará. O Estado é o terceiro do Brasil com a maior taxa de homicídios dolosos, quando há intenção de matar. São registradas uma média de 46,4 homicídios a cada 100 mil habitantes, segundo o “Diagnóstico de Homicídios no Brasil”, divulgado em outubro do ano passado. O documento ainda aponta que a capital Fortaleza esta em primeiro lugar no ranking de assassinatos do Estado, seguida das cidades de Maracanaú e Caucaia. Os dados referem-se ao ano de 2014. Os Estados de Alagoas e Rio Grande do Norte ocupam as duas primeiras posições deste ranking. #Casos de polícia