Os prováveis autores do crime que chocou Goiás há alguns dias foram capturados pela Polícia Civil. Os três homens foram localizados após estarem sob posse dos bens subtraídos da casa da idosa que foi brutalmente assassinada.

O trio abordou dona Maria, de 84 anos (inicialmente foi divulgado que tinha 83 anos) na entrada de sua casa na madrugada do ano novo, quando a idosa retornava de um culto evangélico realizado na virada do ano. Os meliantes adentraram a sua casa, reviraram tudo em busca de pertences de valor, torturaram a mulher, a estupraram e a espancaram até a morte, chocando seus familiares e vizinhos.

O corpo da idosa foi encontrado por seu neto, o que o deixou assustado.

Publicidade
Publicidade

Desde o ocorrido, a polícia está em busca dos criminosos que tiveram coragem de tamanha #Violência. Os detidos são:

  • Bruno Pereira Balduíno
  • Fernando Antônio Dias 
  • Luan Guilherme Gomes Souza

O inquérito será encerrado assim que a polícia obter os resultados da perícia. Enquanto o processo criminal não começa, os meliantes permanecem presos preventivamente em Anápolis, mesma cidade do #Crime. Após matarem a idosa, os três fugiram e sem a prisão, é certo que farão o mesmo.

Relembre o caso

A idosa que possuía todas as limitações físicas de uma senhora de mais de oitenta anos, vivia em uma casa simples de Anápolis. O corpo da mesma foi encontrado sem roupas por seu neto. A polícia a levou para o Instituto Médico Legal que constatou que a mesma morreu após ser espancada, levando uma pancada forte na cabeça.

Publicidade

Ela também foi torturada e violentada antes de morrer.

A polícia decidiu confrontar o DNA encontrado no corpo da vítima com o DNA de foragidos perigosos da região. Inicialmente a polícia trabalhava com quatro hipóteses: Os criminosos serem conhecidos da vítima, uma vez que a casa não tinha sinais de arrombamento; os mesmos tinham batido à porta se passando por prestadores de serviço; os meliantes já estavam sob poder de alguma chave da casa ou a vítima foi abordada na rua, sendo está última a hipóteses comprovada pelas investigações.

Clique na imagem dessa matéria e veja a foto dos três meliantes presos. #Casos de polícia