A internet é uma grande ferramenta. Com ela, nós humanos podemos descobrir novos mundos, estudar, informa-se, e é claro, opinar sobre tudo. O problema é que muita gente acha que a internet é terra de ninguém, quando, pelo contrário, na maioria das vezes, qualquer #Crime no "mundo real" não só também existe no "mundo real", como também pode ter pena maior, geralmente acrescida de um terço, já que o crime é manifestado para milhares de pessoas. O fim do ano passado ficou marcado por conta das ofensas racistas feitas às personalidades da mídia. Cris Vianna, Maria Júlia Coutinho e Taís Araújo foram alguns nomes que viram sua negritude ser alvo de perseguição.

Publicidade
Publicidade

Alguns desses casos, foram parar nas mãos da polícia, que investiga quem publicou e fez ofensas preconceituosas para as três.

Infelizmente, a notícia que temos depois da principal festa popular no Brasil, o 'Carnaval', nos faz novamente ficar de frente com o problema do racismo no nosso país. Dessa vez, as ofensas aconteceram à jornalista Renata Alves, conhecida do público por apresentar o 'Hoje em Dia', na TV Record. O sotaque de Renata, que para a maioria das pessoas é gostoso, virou alvo de ofensas nas redes sociais. Nordestina assumida, Alves fez sucesso por conta de matérias carismáticas para os jornalísticos da Record. Mas o seu jeito hospitaleiro, comum do povo nordestino, fez a profissional receber uma atitude considerada criminosa pela legislação brasileira. 

"Tem de mudar esse sotaque.

Publicidade

Você não está mais em Sergipe. O povo brasileiro não merece isso", disse uma jovem, que usou o Facebook para destilar seu "ódio" contra a figura de Renata. O comentário, é claro, ofende todo o povo nordestino, afinal, ninguém precisa ter vergonha por um jeito local de se falar. Vergonhosa é a atitude da jovem, que parece querer que continue existindo uma predominância de sotaques do sul e do sudeste em um meio de comunicação, no caso a TV, que é uma concessão pública. 

Renata respondeu à altura e criticou o modo como a internauta escreve. Além disso, ela revelou que continuará falando do jeito que sempre falou.  #Justiça #É Manchete!