Fernanda Torres é conhecida por ter opiniões consideradas contundentes. Muita gente até gosta dela como escritora, fazendo da também atriz um "fenômeno" da literatura brasileira. No entanto, muita gente deixou de ser fã da filha da atriz Fernanda Montenegro por conta de uma crônica publicada em um jornal de grande repercussão no país, a 'Folha de São Paulo'. Nas linhas escritas no blog 'Agora Que São Elas', a escritora faz duras críticas ao movimento feminista e diz até que a "vitimização" das mulheres seria pior do que o machismo. Torres garantiu ainda que alguns homens machistas servem até de inspiração. Não teve jeito, os comentários feitos por ela geraram grande repercussão na internet.

Publicidade
Publicidade

A maioria dos comentários acabou sendo negativos. 

Fernanda confessou que não a incomoda o machismo e disse que isso, provavelmente, acontece por conta de uma infância cheia de lembranças nostálgicas, que a ajudou a construir ser quem é. A atriz lembra que os machões dessa época eram o que chamou de "gloriosos", citando Miéle e Millôr. De acordo com a atriz, esses machistas seriam viciantes até mesmo na hora de destilar todo os seus preconceitos. 

Outro ponto que gerou muita polêmica no texto escrito pela a atriz foi uma condenação ao que chamou de campanhas "antipaquera". Para Fernanda, o flerte e as cantadas podem deixar muitas mulher felizes, em "um estado de graça". Torres colocou até o "fiu fiu", atitude muito odiada por boa parte das feministas, dentre as cantadas que merecem ser preservadas.

Publicidade

Em seguida, ela criticou um discurso que chamou de "vitimização" e garantiu que isso a irrita bem mais do que o machismo do dia a dia. 

Bastou o texto ser publicado para muitas mulheres se posicionarem nas redes sociais. Veja abaixo alguns dos comentários que mais repercutiram. 

"Gente, essa mulher ganha um espaço nobre para destilar preconceito contra as próprias mulheres. Ninguém merece. Tô fora". 

"Gostava da Fernanda, mas defender o machismo foi a gota d'água, daqui a pouco ela vai defender a pena de morte". 

"Essa Torres destilando ódio contra as feministas, que feio. Lutamos muito para isso... vejam só".  #É Manchete!