A polícia Ambiental de Santa Catarina encontrou em um restaurante na cidade de Florianópolis gambás prontos para serem consumidos. Eles estavam temperados e congelados, e ainda haviam outros dois animais que estavam presos em uma gaiola esperando o abate.

O restaurante Chalé do Camarão, que vendia frutos do mar e peixes em seu cardápio, foi fechado pela Vigilância Sanitária e o proprietário foi preso por infringir a lei ambiental, neste caso, o de vender e consumir animais silvestres.

Os gambás podem transmitir raiva e leptospirose, segundo explicou o agente da VISA, e seu consumo é proibido por lei. A carne desse animal emite um cheiro forte, eles possuem uma glândula odorífera que utilizam para se defenderem de predadores, segundo explicou soldado da polícia ambiental de Santa Catarina.

Publicidade
Publicidade

A denúncia partiu de um ex-funcionário que trabalhou no restaurante, segundo ele, o proprietário mata gambás e também gatos para vender em seu restaurante sem que seus clientes percebam. “Ele tem armadilhas espalhadas em vários lugares, e a captura é certa, eu achava tudo aquilo uma loucura, então resolvi denunciá-lo", disse o ex-funcionário.

O dono do restaurante pagou fiança de R$ 2 mil e foi solto e aguardará o julgamento em liberdade. Segundo o delegado que investiga o caso, o restaurante já foi autuado oito vezes. Segundo confissão do proprietário, os gambás seriam servidos para consumo dos funcionários.

Denúncia

Se não houvesse a denúncia por parte do ex-funcionário, a matança dos gambás e dos gatos continuaria, e os clientes consumiriam a carne desses animais sem conhecimento.

Cabe a Vigilância Sanitária o papel de atestar a qualidade dos serviços prestados por restaurantes, bares, lanchonetes, mercados etc., porém, são as denúncias que fazem com que o trabalho dos fiscais sanitários seja mais eficaz.

Publicidade

Caso queira fazer uma denúncia de estabelecimento que não esta de acordo com a lei, procure a VISA de sua cidade, você estará contribuindo para a saúde e bem estar de todos, inclusive o seu. #Comportamento #Casos de polícia #Alimentação Saudável