Mais um caso de crueldade contra os animais marcou o mês de fevereiro. E nada de pensar que essa história vem do exterior, como as mais recentes. Um morador de Rondonópolis, cerca de 218 km de Cuiabá, atacou o cachorro do vizinho com um facão, lhe causando cortes profundos no focinho e proximidades dos olhos.

A Polícia Militar Ambiental foi acionada após a agressão e o agressor foi levado à delegacia, onde um Boletim de Ocorrência foi lavrado e o mesmo responderá em liberdade pelo crime de maus tratos, que embora tenha pena prevista no ordenamento jurídico brasileiro de até um ano de detenção, por falta de vagas no sistema carcerário, bem como pela natureza de ‘menor potencial ofensivo’, costuma-se sentenciar o crime com uma multa que pode variar de R$500 a R$5 mil.

Publicidade
Publicidade

O agressor disse que atacou o Border Colie porque o mesmo estava brigando com o seu cachorro. Segundo ele, só queria ‘apartar’ a briga, entretanto, sua suposta boa intenção causou dois cortes muito profundos no focinho de ‘Snow’ e um terceiro corte pouco abaixo dos olhos, que por pouco não atingiu o olho esquerdo do cão.

O dono do cão atingido só quer esquecer o que passou e poder ficar tranquilo com o seu cachorro. O animal precisou ficar internado na clínica veterinária e levou vários pontos, passando por um processo doloroso de recuperação.

Ano passado um outro crime de maus tratos de grande repercussão foi Brasil. Um homem amarrou um cachorro SRD pelas patas traseiras em seu carro e o arrastou por algumas ruas da periferia de Campo Grande.

Ao ver o ato, um motorista que trafegava atrás do carro com o cão, sinalizou para o condutor do veículo sobre o cachorro, sendo este hostilizado pelo mesmo.

Publicidade

Foi aí que filmou o carro arrastando o cão e divulgou na internet. Pouco tempo depois das imagens repercutirem o autor do ato foi localizado e identificado, sendo este processado por maus tratos e crimes ambientais.

Em defesa disse que o cachorro morreu atropelado e que o amarrou para poder enterrá-lo. O corpo do animal foi encontrado em um terreno baldio perto de uma rodovia. O homem foi multado em R$5 mil por abandonar o cão no terreno baldio e R$500 pelo crime de maus tratos. Se conseguir provar que o cachorro já estava morto quando o amarrou, a multa de R$500 é extinta.

O que você achou desse caso? Deixe a sua opinião nos comentários abaixo. #Animais #Cães #Violência