Diante da 23ª fase da Operação Lava Jato, denominada por Operação Acarajé, a Policia Federal apresentou um relatório o qual insinua a possível participação do ex-presidente da República com a prática criminosa.

Especula-se que, a Empreiteira e Construtora Odebrecht que adquiria vantagens privilegiadas relacionadas ao esquema de irregularidades da Petrobras, submeteu-se ao patrocínio de várias obras de propriedade de Luiz Inácio #Lula da Silva, além, de entregar uma nova estrutura do Instituto Lula.

Em virtude de um relatório da Policia Federal que consta assinado pelo delegado Filipe Hille Pace, esclarece que a investigação policial não se reduz apenas em busca de condenações e sim, em fortalecer o conhecimento dos fatos e, se nada for averiguado, será cabível o arquivamento.

Publicidade
Publicidade

Foi assim que o Chefe de policia declarou ao se dirigir à Lula.

Com relação às suspeitas, tiveram ênfase, devido aos arquivos encontrados pela própria Polícia Federal em um dos computadores apreendidos de uma funcionária (Maria Lúcia Guimarães Tavares) que, por sua vez, mantém relação de emprego a dez anos, na capital baiana, com a Empreiteira Odebrecht.

Nesse mesmo documento/planilha podem observar transações com valores elevados, forma de pagamentos e nomes, além de vários relatos com códigos e siglas que dificultam o reconhecimento de conteúdos, exceto, quando há uma investigação já em andamento, como está ocorrendo, e que, supostamente faz um liame com as irregularidades da corrupção da #Lava Jato. Por isso, o relatório tem valor significativo para o  inquérito.

Entretanto, o Instituto Lula ressalta que as datas são controversas, pois, não condiz com a existência do estabelecimento.

Publicidade

Relata ainda que, toda obra realizada foi fruto de doações de empresas do ramo da construção civil, e o ex-presidente Lula buscou recursos com esses estabelecimentos, quando já encerrava o segundo mandado de Presidente da República, faltando apenas poucas semanas.

Segundo a Empreiteira Odebrecht, todos estão á disposição da justiça para colaborar com que for necessário, todavia, foi disponibilizado todo auxilio as diligencia da Policia Federal para o cumprimento dos mandados de busca e apreensão, enviados aos escritórios da empresa localizados em vários estados do país. #Crise no Brasil