Antes de participar de um almoço com a presidente chilena Michelle Bachelet no Chile, onde se encontra desde sexta (26),  Dilma Roussef  confirmou que não participaria da comemoração dos 36 anos do Partido dos Trabalhadores, neste sábado (27), no Rio de Janeiro. Diante de compromissos já agendados, como por exemplo, uma reunião na Comunidade de Estados Latino Americanos e Caribenhos (Celac).

Deixando claro que gostaria de estar presente na comemoração, apontou como uma das dificuldades, a distância entre os dois países, Chile e Brasil. Na prática, a relação entre a presidente e o partido parece não estar em seu melhores dias.

Publicidade
Publicidade

Ela está visivelmente irritada com os ataques do #PT ao seu governo. Depoimentos para o programa de TV do partido, exibido nesta terça-feira, que causou panelaços em todo Brasil, não teve participação da presidente.

Panelaço

Transmitido em rede nacional, o programa eleitoral do PT, em que o ex-presidente Lula e o presidente do PT Rui Falcão gravaram depoimentos onde defenderam o governo federal, acabou em protesto.  Panelaços foram ouvidos em  vários estados do país. 

Programa Nacional de Emergência

Durante convenção nacional, o PT destacou a proposta da redução da taxa básica de juros e a volta da CPMF, chamado de Programa Nacional de Emergência. Além de sugerir que as reservas internacionais sejam utilizadas para um fundo destinado a obras de infraestrutura, saneamento, energia e reajuste nos valores do Bolsa Família.

Publicidade

Sobre a reforma da Previdência Dilma Roussef ressaltou  que defende a reforma e a recriação da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF), fortalecendo a posição fiscal, para que o Brasil volte a crescer. 

Aniversário do PT

Nesta noite de sábado (27), o Partido dos Trabalhadores comemora 36 anos de aniversário em grande estilo, os 3 mil petistas irão comemorar ao samba de Diogo Nogueira.  A festa contará com a presença do ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva. Os valores gastos com a festividade não foram divulgados, nem a assessoria de Diogo Nogueira revelou o cachê. #Dilma Rousseff #Crise