A coisa não anda feia só para a presidente da república Dima Rousseff, mas também para o vice-presidente Michel Temer. Nem assumiu o cargo e já tem gente que pede o #Impeachment do líder peemedebista. De acordo com informações da jornalista Mônica Bérgamo em reportagem publicada nesta quarta-feira, 30, já existe um grupo de advogados que deve entrar com um pedido de impedimento, solicitando que Michel deixe o cargo mais importante na política brasileira, isso se e quando ele assumir. 

O texto usado para o pedido de abertura do processo deve ser parecido com Ordem dos Advogados do Brasil, a OAB. A entidade pediu nessa semana que um novo documento fosse protocolado pela Câmara.

Publicidade
Publicidade

Nele, o órgão dá novas razões para que #Dilma Rousseff deixe o governo. Por enquanto, Eduardo Cunha, decidiu não aceitar o novo texto, já que não pode ser anexado ao pedido que já tramita na casa. O objetivo dele, obviamente, é fazer com que o andamento das votações sobre a queda ou não de Rousseff anda o mais rápido possível. Com Temer presidente, Cunha tem mais chances de continuar no cargo. Ainda assim, pouca gente acha isso provável, já que uma hora ou outra, os olhares vão se voltar para ele. 

No texto dos advogados que querem que Temer não fique no poder, será usada a teoria da analogia, dizendo que o que vale para Dilma, também precisa ser usado pelo vice-presidente, ou seja, ele também está no governo e precisa responder pelas irresponsabilidades que foram cometidas neste. É bom lembrar que o vice é citado na delação do ex-líder petista Delcídio do Amaral, além de ter assinado diversos documentos que comprovariam as pedaladas fiscais da gestão de Dilma.

Publicidade

O partido do vice-presidente, o PMDB, também é apontado como um dos que recebeu propina do dinheiro desviado da maior estatal brasileira, a Petrobrás. Esse esquema é o investigado pelo juiz federal Sérgio Moro na operação Lava Jato, até hoje maior apuração da Polícia Federal já realizada na história do país. Ainda que não saia pelo processo de impeachment, o governo Temer seria provisório, como manda a constituição. #Michel Temer