Sabe aquelas histórias que quando nos contam parece mentira?

Um fato curioso aconteceu na tarde desta sexta-feira (25) em Patos de Minas, interior de Minas Gerais. Valdomiro Bernardo, de 69 anos, estava passando por tratamento a menos de um mês em uma clínica de recuperação para dependentes químicos. Por volta do meio-dia, horário de almoço dos internos, Valdomiro se engasgou com um pedaço de carne. Ele, que é natural do estado de São Paulo, chegou a receber os primeiros socorros de um outro interno que é formado em medicina, mas de nada adiantou.

A equipe do SAMU foi acionada até o local para socorrer a vítima. Após os procedimentos, Valdomiro foi encaminhado para a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) da cidade, mas não resistiu e morreu ao dar entrada no hospital.

Publicidade
Publicidade

Foi lavrado um boletim de ocorrência e o caso encaminhado para a delegacia de Polícia Civil para que seja investigado o ocorrido.

O corpo da vítima foi encaminhado para o IML (Instituto Médico Legal) e será liberado para a família.

Todas as informações foram apuradas pelo repórter Toninho Cury, do portal Clube Notícia.

O fato repercutiu imediatamente na internet, pelo fato de acontecer em plena "sexta-feira santa", considerado o dia mais sagrado para os fiéis da Igreja Católica, dia que segundo a doutrina da igreja, deverá ser cumprido um jejum de carne, optando pelo consumo de peixe.

A data relembra relatos bíblicos da morte de Jesus Cristo no calvário. Muitos fiéis optam por não ingerir carne vermelha por 40 dias que antecedem a sexta-feira santa. Outros preferem não consumir apenas nas quartas-feiras e nas sextas-feiras.

Publicidade

Outros apenas se limitam a não ingerir somente no dia considerado como a sexta-feira santa. Como forma de penitência, a tradição do jejum veio passando de geração após geração. Muitas empresas também param suas operações por completo para guardar o dia. A data é considerada feriado nacional.

Muitos internautas comentaram o fato dizendo que foi um ‘castigo de Deus’, e que aconteceu porque ‘ele não respeitou o dia sagrado’. Em outros comentários, internautas disseram que ‘não tem nada a ver com castigo’, que ‘Deus nunca iria castigar dessa forma’ e que ‘o que faz mal é o que sai da boca, e não o que entra’. #Curiosidades #Casos de polícia