O clima pegou fogo no Twitter na noite desta quinta-feira, 31. O deputado federal Jean Wyllys, do PSOL do Rio de Janeiro, e a jornalista Leilane Neubarth, da Globo News, tiveram uma séria discussão no microblog de 140 caracteres. O assunto, é claro, a crise política e o movimento que pede o impeachment da presidente da república Dilma Rousseff. Jean começou falando que o processo de impedimento contra a líder política do país era um golpe e o comparou ao que aconteceu em 1964 no país, quando começou o período mais longo da ditadura no Brasil. Já a jornalista argumentou que os períodos são completamente diferentes e que o comparativo era igual a dizer que "peixe" era igual a "Saturno".

Publicidade
Publicidade

Jean não gostou do fato de Leilane não concordar com ele e disse que Leilane teria se "contaminado" com a ideologia da empresa pela qual trabalha, as Organizações Globo. Neubarth então deu um fora no deputado, informando que assim como milhões de brasileiros trabalha para se sustentar e que não "servia" nada, nem ninguém. O parlamentar depois se perdeu na argumentação, começou a escrever coisas nas quais a âncora da Globo não concordou e levou um novo fora dela, que disse que ela estava falando do Brasil e não de outros países que fazem fronteira com nosso território.

O deputado, que ficou conhecido por ter vencido um reality show da TV Globo (o 'Big Brother Brasil), levando para casa um valor de R$ 1 milhão, continuou dizendo que o Brasil da jornalista então não era o dele, pois existiriam "Brasis" diferentes.

Publicidade

De acordo com Leilane, Jean fez ofensas pessoais a ela, mas acabou apagando o post minutos depois. Será medo? 

Veja o que ela escreveu no Twitter: "Hoje tive um "embate" que parecia saudável com um deputado.E para minha surpresa ele EXCLUIU o post em que me ofende. Queima de provas...".

Em sua conta no Facebook, Jean também não colocou a tal ofensa, apenas fazendo prints dos momentos que mais o favoreciam. Horas antes, ele publicou um vídeo com artistas da Globo, onde a empresa era acusada de sonegação fiscal. De acordo com Tonico Pereira, que aparece nas imagens, houve uma manipulação na edição. "O que fizeram foi uma sacanagem", desabafou.  #Lula #Dilma Rousseff #É Manchete!