Por volta das 11 horas desta sexta-feira (04), enquanto o Brasil voltava sua atenção para o ex-presidente #Lula, #Dilma Rousseff estava convocando uma reunião de emergência com seus principais auxiliares. Eles se encontraram no terceiro andar do Planalto para tratarem do assunto do momento.

Dilma estava muito nervosa, andando de um lado para o outro sem parar e deu um forte murro na mesa. A presidente xingou Delcídio do Amaral e pediu para que uma nota fosse divulgada, repudiando o fato de que informações importantes estão vazando e tudo isto está sendo usado contra ela.

A presidente do Brasil se reuniu com seus quatro principais ministros, sendo eles:

  • Jaques Wagner - Casa Civil
  • José Eduardo Cardoso - Advocacia Geral da União
  • Ricardo Berzoini - Secretaria de Governo
  • Giles Azevedo - Assessor Especial da Presidência 

Dilma chegou a soltar um palavrão ao se referir ao senador do PT pelo Mato Grosso do Sul, alegando que as declarações de Delcídio são mentirosas e que precisa ser tratado como um crime o fato da delação ter vazado.

Publicidade
Publicidade

E é justamente por causa do vazamento da delação que Dilma quer saber se é possível que ela seja anulada, uma vez que o sigilo é um pré-requisito para que haja homologação de todas as declarações pelo Supremo Tribunal Federal.

Em seguida, a presidente fez questão de ler toda a reportagem que a revista "Isto É" divulgou, reforçando os trechos onde Delcídio do Amaral cita tanto o seu nome como também o de Lula e garantiu: "Faremos uma defesa ponto a ponto".

Mas foi quando chegou no trecho que se refere à refinaria de Pasadena que Dilma ficou mais indignada, pois foi revelado que a presidenta do Brasil estava ciente do processo que levou à aquisição da refinaria que acabou sendo adquirida pela Petrobras por um valor muito acima do que ela realmente valia.

A presidente continua negando que sabia destes dados e que não teve acesso ao contrato que resultou nesta negociação.

Publicidade

E o clima esquentou ainda mais no momento em que Dilma leu o trecho onde Delcídio revela que ficava caminhando com a presidenta pelos jardins do Palácio da Alvorada e conversavam sobre muitas coisas. Furiosa, ela esbravejou: "Isso nunca existiu!"

Dilma ainda garantiu que não tem toda esta intimidade para ficar caminhando pelo jardim com Delcídio e muito menos para falar de temas que ele insiste em afirmar. #Lava Jato