Os rumos da política no Brasil mostram a presidente da república Dilma Rousseff cada vez mais enfraquecida. Um dos partidos que não faz mais parte da base aliada do governo é ligado a Igreja Universal do Reino de Deus.  O Partido Republicano Brasileiro, o PRB, anunciou nesta quarta-feira, 16, a informação. Não demorou muito para que qualquer elo entre Dilma e Edir Macedo também fosse desfeito. 

De acordo com o jornalista Ricardo Feltrin em matéria publicada nesta sexta-feira, 18, o próprio Edir Macedo, mesmo mais preocupado com a evangelização de seus fiéis, ele estaria cansado de ver a política brasileira envolvida com tantos problemas e escândalos, o maior deles é o da Lava Jato, já considera mais investigação da história que ocorreu no país.

Publicidade
Publicidade

A apuração encabeçada pelo juiz Sérgio Moro completou dois anos esta semana e tenta achar todos os nomes que se envolveram no desvio de dinheiro da maior estatal brasileira, a Petrobrás. 

Esse rompimento é extremamente importante para o governo. De acordo com as últimas estimativas do IBGE, que é o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, pelo menos dois milhões de brasileiros dizem que pertencem a Igreja Universal do Reino de Deus. Outros milhões declaram-se apenas evangélicos, não deixando claro a qual denominação pertencem. 

A Universal, Edir Macedo e o governo começaram a andar quase que lado a lado a partir de 2002. Assim que o partido ligado à igreja surgiu, um ano depois, ainda com outro nome (PMR), ele se aliou à base governista, mostrando total apoio ao então presidente Luiz Inácio #Lula da Silva, que neste momento se vê com a possibilidade de ser preso preventivamente para não atrapalhar as investigações da polícia federal. 

Em 2012, o PRB ganhou ainda mais força, quando Marcelo Crivella, sobrinho do líder da Universal, foi nomeado Ministro da Pesca.

Publicidade

Ele deixou o cargo de Senador para pegar o Ministério. Na época, o próprio político chegou a dizer que não entendia do assunto do Ministério, o que ficou subentendido que o cargo só foi dado para permanecer o 'Toma Lá, Dá Cá'.  #Dilma Rousseff #Impeachment