Filha de peixe peixinho é? Lurian Cordeiro #Lula da Silva, herdeira do ex-presidente Lula, causou em uma manifestação na manhã e tarde deste domingo, 06, no Rio de Janeiro. Ela e outros manifestantes usando roupas vermelhas, simbolizando a legenda do PT (Partido dos Trabalhadores), foram para a porta do prédio onde está localizado o jornalismo da TV Globo. O grupo protestou contra a cobertura da emissora sobre a condução coercitiva de Lula para depôr na polícia federal. O protesto também acusou o canal de apoiar a ditadura e chegou a pedir o fim da concessão televisiva das Organizações Globo. De acordo com informações da polícia militar, por volta do meio dia, 70 pessoas protestavam no local, localizado no Bairro do Jardim Botânico, na Zona Sul da cidade maravilhosa. 

Segurando uma latinha de Coca-cola, Lurian Cordeiro Lula da Silva, levantou o dedo do meio quando foi ser fotografada por um profissional de 'O Estadão'.

Publicidade
Publicidade

Ela também chamou a Globo de 'mídia golpista'. O protesto em frente à emissora lembrou ainda a frase falada pelo ex-presidente na última sexta-feira, 04, quando Lula disse que tentaram matar a jararaca, fazendo uma referência a ele mesmo. O político disse que erraram ao bater primeiro no rabo do animal, que deveria ser na cabeça e, que, agora, a jararaca estava viva. 

Já o presidente do Partido dos Trabalhadores, Washington Quaquá, reclamou do que chamou de "sequestro" de Luiz Inácio Lula da Silva o fato do Juiz Sérgio Moro autorizar a condução coercitiva do político para prestar esclarecimentos à polícia federal. Washington desabafou a jornalistas dizendo que a democracia precisa ser novamente construída pelos brasileiros e que seu partido, o PT, está mais unido do que antes, desmentindo assim os boatos que o partido estaria fragmentado. 

Quem foi à porta da Globo protestar ainda solicitou que a presidente da república, Dilma Rousseff, tome uma reação em relação ao assunto.

Publicidade

O protesto dividiu opiniões de cariocas. Algumas pessoas pareciam a favor, mas outras passavam com seus carros fazendo sinal de desaprovação.  #Governo #Protestos no Brasil