A Rede Globo de Televisão foi acusada nas últimas semanas de promover um golpe político devido a ampla cobertura política dedicada aos protestos contra e a favor da presidente da república #Dilma Rousseff e também a seu colega político, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Um dos argumentos utilizados por quem não gosta da emissora é que o canal deu espaço demais para o tema e que não dedica o mesmo tempo de reportagens quando a pauta e a favor do governo. Lembrando que além dos protestos, a Globo mostrou ao vivo durante mais de uma hora a posse de #Lula como Ministro da Casa Civil. Ele depois acabou perdendo o cargo (temporariamente) após decisões judiciais. 

De acordo com informações divulgadas pela jornalista Keila Jimenez em reportagem publicada nesta terça-feira, 22, mesmo sendo chamada de golpista, a Rede Globo mostrou menos os protestos do que sua maior concorrente na atualizada, a TV Record.

Publicidade
Publicidade

Na quinta-feira, 17, o canal da família Marinho exibiu 6 horas e 21 minutos sobre o assunto, dando todos os desdobramentos em sua programação. 

No mesmo dia, a emissora de Edir Macedo deu dezesseis minutos a mais, exibindo seis horas e trinta e sete minutos. Quase o mesmo tempo que a Globo e a Record teve a TV Bandeirantes, que dedicou apenas quatro minutos a menos que a emissora carioca, tendo 6 horas e 17 minutos. Até mesmo a RedeTV!, que até então pouco mexia em sua programação, parou tudo para mostrar a crise política no Brasil. Programas como o 'A Tarde é Sua', apresentado por Sônia Abrão, dedicaram todo o seu tempo ao assunto. A TV que mais cresce no país teve 5 horas e 10 minutos de cobertura naquele dia. A única emissora que praticamente não cobriu totalmente o assunto foi o SBT, que dedicou apenas 2 horas e 41 minutos à cobertura jornalística. 

Lembrando que o jornalista Paulo Henrique Amorim chegou a criticar em seu blog a TV Globo por mostrar demais o assunto.

Publicidade

Pelo jeito, ele esqueceu de sintonizar na própria empresa de comunicação em que trabalha. Até a TV do governo, a TV Brasil, teve mais de duas horas de cobertura sobre o tema.  #Impeachment