Durante a manhã e tarde desta sexta-feira, 18, diretores do Conselho Pleno da Ordem dos Advogados do Brasil, a OAB, reuniram-se para decidir qual seria o posicionamento da Ordem em relação ao impeachment da presidente da república Dilma Rousseff. Em uma entrevista publicada no próprio site da entidade, o presidente da OAB, Claudio Lamachia, explicou que a decisão para escolher o posicionamento do órgão seria o mais democrático possível. Ele solicitou que os presidentes dos vinte e seis estados e do Distrito Federal debatessem com suas seccionais o assunto. Antes da plenária, no entanto, o apoio da entidade ao #Impeachment já era confirmada por diversos veículos de comunicação.

Publicidade
Publicidade

Enquanto a OAB debatia o posicionamento da entidade, uma terceira liminar da justiça, dessa vez, vinda da Justiça de São Paulo, contestou a posse de Luiz Inácio #Lula da Silva, que até o meio da tarde, já havia voltado a ser Ministro. Às 17h40, Lula havia perdido novamente o Ministério. 

A Blasting News acompanhou ao vivo a transmissão do evento realizado pela OAB, que até o fechamento desta reportagem ainda era exibido ao vivo. No entanto, a maioria dos presidentes já apoiava a condução da abertura do processo de impeachment. Lamachia explicou que agiu desta maneira para que a decisão fosse tomada com muita responsabilidade. Diversos presidentes da entidade nos ramos estaduais voltaram a enfatizar a problemática do assunto, dizendo que a OAB não poderia seguir a opinião pública, mas também não podia se calar diante dos fatos que ocorriam em todo o país.

Publicidade

O fato de Sérgio Moro ter usado grampos com os advogados de Luiz Inácio Lula da Silva foi criticado quase que com unanimidade pelos presidentes. O presidente da Ordem gaúcha foi um dos que se manifestou 

OAB de Pernambuco também apoia o impedimento de #Dilma Rousseff por sentido ético à traição ao povo, assim como no caso Collor, que acabou renunciando. A mesma decisão teve o presidente da entidade em Minas Gerais. 

Acompanhe a plenária completa realizada pela OAB