Na manhã de hoje, 4, o ex-presidente Luiz Inácio #Lula da Silva teve sua casa, em São Paulo, ocupada por agentes da Polícia Federal, que cumpriram mandado de Condução Coercitiva e de Busca e Apreensão, por uma suposta participação de ações corruptas orquestradas por algumas empreiteiras e também o pecuarista José Carlos Bumlai, que teriam favorecido o ex-presidente  na compra de um tríplex e um sítio em Atibaia, São Paulo. Em resposta à nova fase da Operação #Lava Jato, (Aletheia), o Partido dos Trabalhadores, (#PT), publicou em sua rede social que Lula estava sofrendo um golpe e já é um ‘preso político’.

O PT diz que não vai deixar barato e pede em rede social a ajuda da militância, que saiam às ruas e protestem contra esse possível ‘golpe’ ao seu principal político.

Publicidade
Publicidade

“#LulaPresoPolítico. Não podemos deixar barato. – diz a publicação – Precisamos reagir. Agora!”, continuou o perfil @ptbrasil, na rede social Twitter, às 9h45. O caso do mandado na casa do ex-presidente Lula é o assunto mais comentado e procurado nas redes sociais, onde a hashtag #Aletheia é a mais buscada. Além disso, o Instituto Lula e Condução Coercitiva também dominam os Top Trends, dos jornais impressos, além também, da TV e rádio.

Os advogados do ex-presidente Lula entraram com Habeas Corpus para que a Polícia Federal não praticasse essa ação na casa do petista, no entanto, isso não surtiu efeito porque servia apenas para São Paulo, e o mandado saiu do Juiz Federal Sergio Moro, que é residente em Curitiba, onde houve o despacho da Ação Coercitiva da Operação Lava Jato, que estava na sua mais nova fase, a 24ª, com o nome de Aletheia – a verdade, em tradução livre para o Português.

Publicidade

Além do presidente Lula, o seu filho, Lulinha, também teve sua residência em Moema ocupada pelos policiais federais e, de acordo com moradores daquela região, a ocupação não foi tão tranquila quanto na casa do ex-presidente Lula. Segundo os civis, houve muito ‘alvoroço’ dentro da casa do filho do chefe petista, pois os policiais teriam feito grande busca até mesmo em celulares e pertences de Fábio Luíz Lula da Silva e os seus parentes.

Um avião, nessa manhã, aguardava a chegada dos dois no aeroporto de Congonhas, onde muitos jornalistas se encontravam presente.