O roubo à empresa Protege de Campinas (Sp) se deu nesta madrugada de segunda-feira (14), por volta das 04:30 da madrugada, a ação de vários bandidos e o tiroteio intenso duraram cerca de uma hora, o prédio teve a fachada quase que totalmente destruída e também parte do telhado, prédios vizinhos ficaram abalados.

Fontes não oficiais informaram que os ladrões teriam roubado cerca de R$ 50 milhões dos cofres da empresa de transporte de valores Protege, que fica no bairro de São Bernado.

O poder de fogo era assustador

Além de armas de grosso calibre, o bando utilizou também dinamite na invasão, vidros de empresas que ficam defronte a Protege foram todos destruídos pela onda de impacto das explosões.

Publicidade
Publicidade

Na fuga, a quadrilha organizou barricadas para dificultar a perseguição da polícia, queimando dois caminhões, nas alças de acesso da Rodovia Anhanguera (SP-330) no sentido Indaiatuba/Campinas, provavelmente fruto de roubo na região, segundo informações da polícia.

Parecia uma guerra

O ataque deixou em pânico os moradores da vizinhança próxima, no bairro São Bernardo, uma intensa troca de tiros, que segundo moradores "mais parecia uma guerra".

O aposentado Paulo Velasco (59), que reside próximo ao local, contou que em toda sua vida nunca havia presenciado e ouvido tantos tiros e "que foi muito assustador", se emocionando ao relatar como buscou proteção: “Eu e minha esposa ficamos embaixo da cama[...] contando que tremiam muito e descontroladamente, pensando em saírem com vida: "A gente só pensa em abraçar quem está perto e sair vivo”, contou o aposentado.

Publicidade

Paulo conta ainda que sentiu o impacto das explosões de dentro de sua casa, localizada a cerca de 500 metros da empresa, e detalha: “Foram quatro explosões muito fortes, a casa da gente tremia como se fosse um terremoto”.

Veja nos vídeos o incrível poder de fogo da quadrilha, são impressionantes:

Foi o segundo assalto a empresa

O outro também teve os mesmos requintes de ousadia e aconteceu há exatamente um ano atrás, em 4 de março de 2015 e, de acordo com a Polícia Civil, o grupo fortemente armado invadiu a empresa, rendendo os vigilantes e levando cerca de 7 milhões de reais dos cofres da mesma Protege. A quadrilha desta ocorrência era formada por cerca de dez bandidos, os assaltantes também usaram de barricadas, ateando fogo a outros veículos para dificultarem a perseguição da polícia, bloqueando a estrada. O vídeo da ação dos bandidos foi divulgado em novembro de 2015. Veja também:

#Crime #Investigação Criminal