A página 'Militares e Reservistas do Exército Brasileiro' foi hackeada desde domingo, 13. O endereço localizado no Facebook antes fazia homenagem a militares da reserva, mas agora é invadida por comentários e publicações para lá de debochadas. Todos eles vinculados à cultura homossexual. A página, que tem mais de 130 mil curtidas, agora está fazendo ainda mais sucesso. Uma das piadas faz referência ao uniforme utilizados pelos militares. "Se for preciso uso esse terninho verde de novo, ma com muito glamour", dizia uma publicação. 

Nomes de guerra viraram motivo de piada

Já outro post pedia que os internautas usassem seu nome de guerra na hora de comentar.

Publicidade
Publicidade

Os nomes publicados eram extensos, todos de mulheres ou então vinculados a supostas travestis. "Lohane Vekanandre Stephany Smith Bueno de Hahaha de Raio Laser Bala de Icekiss" era apenas um deles. Sim, isso é apenas um dos nomes criativos postados. Apesar de fazer referência aos militares, a página não é uma das oficiais das Forças Armadas brasileiras, que não comentaram o assunto. 

Já os criadores da página, publicaram algumas das fotos sobre a invasão e teceram críticas, dizendo que o país é democrático. Em seguida, quem cuida do site disse que é necessário resguardar os valores da sociedade. "É tarefa de toda sociedade fazer com que esses valores vivam e se desenvolvam", dizia a mensagem. A publicação foi logo atacada por dezenas de internautas.

Veja alguns dos comentários:

"Homem hetero não aguenta 2minutos de deboche incrível, os gays aguentam isso a vida inteira, sem falar das mulheres trans e cis que sofrem transfobia, misoginia, racismo e feminicidio.

Publicidade

Parem de chorar fragilizados quanto mimimi."

"Qual é o problema das TRANS FINAS servirem e ter um NOME DE GUERRA? Achei a brincadeira otima, desconstruir conceitos e o politicamente correto é nossa arma para Evoluçao. SomosTodosNatiNatini#SomosTodosLeona Tem muitas TRANS FINÍSSIMAS mais Guerreiras do que MUITOS! Seria meu sonho um exército de Barbizinhas?", disse outro internauta.  #É Manchete!