A noite dessa quarta-feira, 9, foi marcada pela invasão de ‘crackers’ movidos pelas ideologias petistas, que tomaram posse de um grupo destinado a publicações de apoio ao juiz Sérgio Moro e combate à corrupção.

O grupo do Facebook, intitulado: GRUPO DE APOIO AO DR SÉRGIO MORO- JUÍZ DA OPERAÇÃO "#Lava Jato", possui mais de 153 mil seguidores, que realizam publicações sobre as últimas notícias que informam sobre a situação caótica da política brasileira e deixam suas opiniões sobre o andamento da operação Lava Jato, sendo Lula o personagem principal da 24ª fase.

Os invasores atacam o governador do estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, o senador Aécio Neves e o deputado Jair Bolsonaro e o juiz federal responsável pela Operação Lava Jato, Sérgio Moro.

Publicidade
Publicidade

Também fazem publicações com ideologias de ódio e ameaças.

Os milhares de seguidores da página não podem mais fazer publicações. Uma nova página foi criada para a migração dos antigos membros do grupo invadido. Um perfil, provavelmente fake, de um indivíduo com nome de Luiza Gama é quem dita as ‘regras’ da invasão, levantando a bandeira do comunismo e da violência.

Revolta petista e ameaças contra a população

O secretário de segurança de São Paulo, bem como o governador Geraldo Alckmin declararam oficialmente que estão proibidos protestos de petistas na Avenida Paulista no próximo domingo, bem como em outros locais previamente combinados pelos manifestantes pró-#Impeachment.

Muitos militantes petistas avisaram na internet que vão participar das manifestações da mesma forma. Alguns grupos declararam que mesmo com o forte esquema policial e aval do governador para que os policiais impeçam petistas de ficarem no local das manifestações, pretendem não só ir ao evento, como agredir o máximo de ‘golpistas’.

Publicidade

Recomendações importantes

As manifestações de domingo podem mudar ou colaborar para mudar a história do Brasil. Nenhum brasileiro deve se sentir intimidado com as ações de militantes violentos, entretanto, é recomendável que não se leve crianças e animais nas manifestações.

Os últimos protestos pelo impeachment foram pacíficos e houve famílias inteiras que demonstraram sua indignação com a corrupção levando cães e filhos pequenos às passeatas. Em meio ao perigo que black blocks e militantes desiquilibrados representam, aqueles que são mais frágeis devem ficar em casa. Idosos que possuem limitações para se locomover também devem ficar em casa por precaução.

Deixe sua mensagem de patriota nos comentários abaixo, mostrando que não vai se intimidar em libertar o Brasil das garras da corrupção. #PT