Pelo jeito, a presidente da república Dilma Rousseff não terá um dia sequer de sossego até deixar o poder. Nesta quarta-feira, 13, a líder petista recebeu um novo processo de #Impeachment, dessa vez entregue pelo ex-ator pornô Alexandre Frota. Ele já esteve em diversas manifestações contra a companheira política de Luiz Inácio #Lula da Silva e esteve ao lado de Jair e Eduardo Bolsonaro, ambos deputados do PSC. Ao lado dos deputados e no Palácio do Planalto, ele pediu que o povo brasileiro e a justiça tomem medidas cabíveis contra o ex-presidente e também contra Dilma - "Lula na cadeia" - disse ele aos gritos. 

O novo pedido de impedimento foi entregue no salão verde e teve toda pompa.

Publicidade
Publicidade

O anúncio de Alexandre demorou menos de um minuto e em seguida o profissional da dramaturgia deu uma rápida entrevista à imprensa. Frota, assim como Marco Feliciano já havia feito durante uma sessão da Câmara, chamou o presidente da casa de "Malvado Favorito", fazendo um referência ao filme de mesmo nome da expressão. 

Frota ainda disse que o governo de Dilma era safado e vagabundo e que não era tarde para tomar uma decisão. Desde assumiu a presidência, Rousseff é recordista no número de pedidos de impedimentos contra ela. Esse é o de número 36. Nesta quinta-feira, 14, o advogado-geral da União, José Eduardo Cardozo, entregou um pedido de suspensão da votação na Câmara que está prevista para acontecer no próximo domingo, 17. Se nada for mudado, o embate contra a presidente começará a se desenhar a partir das 14h.

Publicidade

Ao todo, serão mais de 500 deputados que um a um darão seus votos. Eles terão dez segundos para falar ao microfone. No entanto, cada voto deve demorar cerca de um minuto.

O pedido de Frota soma-se a outros, como o recente procedido pela Ordem dos Advogados do Brasil. Os internautas se dividiram sobre a entrega da solicitação de impedimento. Uns foram a favor, outros contra. Certo mesmo é que todo mundo tem uma opinião neste momento tão importante do país. E você, o que achou da decisão? Comente! #Dilma Rousseff