Em novembro do ano passado, um dos principais âncoras da Globo News, o jornalista Sidney Rezende foi demitido do canal de notícias. Ele estava lá desde a sua fundação, ocorrida no ano de 1997. A demissão ocorreu depois que o profissional da mídia criticou colegas que estariam com "má vontade", colocando todas as culpas da política e na economia no governo da presidente Dilma Rousseff, que naquele momento começava a dar indícios que poderia ser "vítima" de um processo de impeachment. A Globo não comentas declarações pessoais de contratados e ex-contratados, mas na época publicou uma nota dizendo que Sidney era um "jornalista completo" e que só tinha elogios à sua conduta. 

De acordo com informações da jornalista Vera Magalhães, do site da Revista Veja, em nota publicada nesta sexta-feira, 29, o repórter foi contratado pela EBC, uma empresa de comunicação estatal.

Publicidade
Publicidade

No site da EBC, a informação é confirmada. O programa de Sidney será veiculado pela Rádio Nacional no momento em que a EBC enfrenta uma das suas maiores crises. ""A minha felicidade em integrar a equipe da Rádio Nacional no ano em que a emissora completa 80 anos é imensa", disse Rezende ao site da EBC. A atração é intitulada 'Nacional Brasil' e estreia no dia 04 de maio, sendo transmitida para todo o país. Segundo a jornalista da Veja, a contratação de Sidney gerou muito desconforto nos corredores da estatal de comunicação. 

O desconforto, segundo ela, teria ocorrido porque boa parte dos profissionais só ficaram sabendo da contratação do agora radiojornalista através da imprensa. Eles ainda teriam reclamado do fato da EBC estar contendo gastos, já que o país vive um momento de crise e ainda sim existir uma contratação de tamanho nível, devido a um suposto alto salário do jornalista.

Publicidade

Nem o site da EBC, tampouco a Veja revelaram quanto o apresentador ganhará para apresentar um programa no rádio para todo o país. 

Um funcionário entrevistado por Vera Magalhães, que não teve o nome identificado, disse ainda que a contratação do repórter que reclamou das acusações contra o governo Dilma teve até campanhe dentro de um dos prédios da EBC. A situação seria de indignação.  #Dilma Rousseff #Crise-de-governo