Nesta quinta-feira, 28, uma das figuras mais conhecidas do Partido dos Trabalhadores, o ator José de Abreu, usou seu Twitter verificado para acompanhar com comentários os discursos dos advogados de acusação da presidente #Dilma Rousseff na Comissão do Senado. A acusação foi realizada pelo ex-Ministro da Justiça e jurista Miguel Reale Junior, e pela professora de direito da USP, Janaína Paschoal. Em diversos momentos da fala desta última, Zé fez críticas e colocou adjetivos vexatórios contra a advogada. "É muito mentirosa essa safada", disse ele, questionando se o Partido dos Trabalhadores ou alguém filiado à legenda já teria agredido alguém em um restaurante.

Publicidade
Publicidade

Em outro momento, ele acusou Janaína de ser "tucana", fazendo uma referência ao PSDB, maior rival de seu partido, o PT. Ainda durante a Comissão do Senado, ele chamou outras figuras que são contrárias a seu discurso de "fascistas", citando os cantores Lobão e Roger, do 'Ultraje a Rigor'. No post que chamou os artistas de "fascistas", Zé ainda disse que Janaína estaria "possuída". Na comissão, a advogada lembrou que foi xingada na internet devido ao seu jeito emotivo de mostrar elementos da acusação de Dilma, sendo chamada de pastora e mãe de santo. Segundo ela, isso não é pejorativo, mas mesmo que fosse, ela não prestaria queixa a nenhum internauta, acreditando que todos tem o direito de mostrar sua opinião. "Eu estou fazendo o máximo de esforço possível para mostrar como ocorreram os crimes.

Publicidade

Mas uma coisa é certa, nós somos uma equipe e o Brasil não pode pagar por isso", argumentou a advogada que ficou entre os temas mais comentados da internet.

Episódio do cuspe

Na noite da sexta-feira, 22, Zé de Abreu e sua esposa foram jantar em um restaurante japonês da grande São Paulo. Lá, o casal teria sido hostilizado por um homem e uma mulher, que jantavam juntos. Os dois foram identificados como um advogado e uma modelo. Abreu perdeu a paciência, começou a cantar o hino nacional e deu duas cusparadas, uma em cada um dos que não concordavam com o governo da presidente Dilma. Em um programa de televisão, ele disse que não se arrependia do que havia feito.  #Impeachment #Crise-de-governo