Além dos atos em 75 cidades do Brasil e no Distrito Federal, o movimento a favor da legalidade do governo Dilma Rousseff também teve manifestações no exterior. As principais cidades estrangeiras com atos contra o impeachment foram Berlim, Londres e Lisboa.

Na capital inglesa aproximadamente 60 pessoas se dirigiram à embaixada brasileira na cidade carregando cartazes contra o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, e o vice-presidente da República, Michel Temer.

Na capital alemã a #Manifestação teve como local a entrada do Portão de Brandemburgo, onde militantes também levaram faixas em alemão e português e entoaram palavras de ordem contra o Golpe.

Publicidade
Publicidade

Em Lisboa o movimento ocorreu na entrada do Seminário Luso-Brasileiro, evento que contou com a presença de políticos da oposição ao Governo como Aécio Neves e José Serra. O vice-presidente Michel Temer também estaria no evento, mas preferiu não viajar a fim de estar presente no Brasil durante a reunião do PMDB que decidiu o rompimento com o governo na última terça-feira (29). #Impeachment